Notícias deslizantes

Menu

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Doze passos para ser um católico comprometido

1 a a a a are mulher rezando

Está acontecendo uma “crise católica”: um grande número de batizados católicos deixou a Igreja e a maioria dos que permanecem são “católicos casuais”, que não conhecem a fé católica e não a praticam.

O descompromisso desses católicos com Jesus Cristo e com a Sua Igreja tem contribuído para a acelerada deterioração da cultura pós-moderna.

A longa lista de exemplos de decadência cultural é óbvia para quem está disposto a enxergar: o abate industrial de bebês em pleno útero, a auto-esterilização através do uso de contraceptivos, a epidemia da promiscuidade, da pornografia e da perversão sexual, a fuga do casamento, os níveis desenfreados de divórcio e de adultério, a não percepção da diferença entre o casamento naturalmente aberto à vida e a união entre parceiros do mesmo sexo, o vício em substâncias tóxicas de todo tipo, a confusão de gêneros, a sujeira e a grosseria na ordem do dia na mídia, a perda de conexão com a natureza, a fuga para a “realidade” virtual, a exploração do meio ambiente, o materialismo exacerbado, a perda da dignidade do trabalho, as discriminações raciais, a comercialização da gula e o sistema político e jurídico disfuncionais. E a lista ainda poderia se estender longamente.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Seja organizado e previdente

Organizando-se

“Não esperes até que tenhas sede para cavar teu poço”

(Provérbio árabe)

Sem tomar conselho, erra-se muito. Sem ser organizado se perde muito tempo e eficácia. Aquele que não arruma bem o seu armário não consegue organizar o seu espírito. O povo diz sabiamente que um homem prevenido vale por dois, porque é um homem organizado. Melhor prevenir do que remediar. Mas a organização só é possível quando somos pacientes e não somos preguiçosos. É a preguiça a mãe da bagunça.

Ninguém faz um edifício sem uma planta arquitetônica, uma planta elétrica, uma planta hidráulica e outra estrutural. Se fizer, está correndo sério risco de ter que refazer muita coisa, a um custo muito maior. Sabemos que Deus projetou cada um de nós detalhadamente em cada uma de nossas células.

Muita gente se atrapalha porque, por preguiça, sempre prorroga as coisas a fazer hoje para amanhã. Quem adia as soluções dos problemas não os quer resolver de fato.

15 ensinamentos dos santos sobre a amizade

girls-462072_1280

Quem encontrou, encontrou um tesouro!

Pode ser que muitos de nós sejamos ricos e ainda não nos demos conta. A Palavra de Deus já nos ensinava desde o Antigo Testamento: “Amigo fiel é proteção poderosa, e quem o encontrar, terá encontrado um tesouro. Amigo fiel não tem preço, e o seu valor é incalculável. Amigo fiel é remédio que cura, e os que temem ao Senhor o encontrarão” (Eclo 6, 14-16).

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Maria, o Caminho de Jesus

virgemmaria

São Luís de Montfort (1673-1716) escreveu um livro profético sobre Nossa Senhora: “O Tratado da Verdadeira devoção à Santíssima Virgem”. Quando o escreveu ele disse: “Prevejo muitas bestas raivosas que virão em fúria para devorar com seus dentes diabólicos este pequeno escrito, e aquele do qual o Espírito Santo serviu-se para escrevê-lo”. Pois bem, este livro ficou escondido por 130 anos, até que foi descoberto e publicado. O Papa São João Paulo II disse que este livro mudou a sua devoção a Virgem Maria; por isso consagrou seu Pontificado a ela: “Tottus Tuus”.

São Luís ensina uma consagração a Nossa Senhora muito especial, com 33 dias de preparação. Fiz esta consagração em 1994 e senti que minha vida espiritual mudou; por isso, aconselho a todos lerem este livro e fazerem a Consagração.

Aquele que recorre à Virgem Maria não deve se desesperar

virgem-maria11

O temor e a esperança nunca devem andar desacompanhados um do outro, pois se o temor não for acompanhado de esperança, não é temor, mas desespero, e a esperança sem temor é presunção. Todo o vale será preenchido (Lc 3,5): urge, pois, encher de confiança, e ao mesmo tempo de temor de Deus, esses vales de desânimo que se formam quando conhecemos as nossas imperfeições e os pecados cometidos?”.

São Francisco de Sales, como se depois da morte ainda quisesse continuar a guerra que declarara ao desalento, arrancou do próprio demônio uma confissão repleta de estímulo até para as almas mais criminosas: certa vez um jovem de Chablais, que há cinco anos estava possuído pelo espírito maligno, foi levado para junto do túmulo do santo Bispo de Genebra, no tempo em que corria o processo da sua beatificação. Tardou vários dias até esse jovem ver-se curado.

Nesse meio tempo, ele foi submetido pelo bispo Charles Auguste de Sales e pela Madre de Chaugy a vários interrogatórios junto dos restos mortais do Santo. Relata uma testemunha ocular que, numa dessas ocasiões, o demônio gritava com mais furor e confusão, dizendo: “Por que hei de sair?”, e a Madre de Chaugy exclamou com aquela veemência que lhe era peculiar: “Ó Santa Mãe de Deus, rogai por nós! Maria, Mãe de Jesus, socorrei-nos!”. Com essas palavras, o espírito infernal redobrou os seus horríveis gritos, bradando: “Maria, Maria! Ah! E eu, que não tenho Maria! Não pronuncieis esse nome, pois que me faz estremecer!

terça-feira, 28 de julho de 2015

Posição dos Apóstolos na Santa Ceia

Jesus Cristo (Triângulo):

1 -Simão, 7 - João,  2 - Judas Tadeu,  8 - Judas Iscariotes, 3 - Mateus,  9 - Pedro,  4 - Felipe,  10 André,  5 - Tiago Menor,  11 - Tiago Maior,   6 - Tomé,  12 - Bartolomeu .

Paulo [ou Saulo para os hebreus] de Tarso, o apóstolo dos gentios

(~ 10 - 67)


  Apóstolo do cristianismo nascido em Tarso, cidade principal da Cilícia, o mais importante nome para a perduração dos ensinamentos de Cristo. Descendia de uma família hebreus da tribo de Benjamin, que haviam obtido a cidadania romana, de grandes posses e prestígio político. Seus pais, sendo como eram, fiéis à lei mosaica, o mandaram logo para Jerusalém para ser educado lá. Fariseu fervoroso, recebeu na circuncisão o nome de Saulo e teve como preceptor um dos mais sábios e notáveis rabinos daquele tempo, o grande Gamaliel, neto do ainda mais famoso Hilel, de quem recebeu as lições sobre os ensinos do Antigo Testamento. Foi este Gamaliel, cujo discurso se contém nos Atos dos Apóstolos 5. 34-39, que aconselhou o Sanedrim a não tentar contra a vida dos apóstolos. Ele possuía alguma coisa estranha ao espírito farisaico, a qual se avizinhava da cultura grega. Em seu discurso demonstrava um espírito tolerante e conciliador, característico da seita dos fariseus. Celebrizou-se por seus vastos conhecimentos rabínicos. Aprendeu o ofício de fazedor de tendas, das que se usavam nas viagens. Recebeu uma educação subordinada às tradições e às doutrinas da fé hebraica e, embora fosse filho de um fariseu, At 23, tornou-se um cidadão romano. Pelos seus dizeres na epístola aos filipenses 3. 4-7, aparentemente ocupava posição de grande influência que lhe dava margem para conseguir lucros e grandes honras.

A história dos apóstolos de Jesus

Os apóstolos de Yeshua
"Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu: Simão o Zelote, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu" Mt10,2-3
Apóstolo é uma palavra derivada do grego que significa enviado. (Talmidin em hebraico) Inicialmente Jesus escolheu doze apóstolos e os enviou para diversos lugares para pregarem a chegada da Boa Nova ou do Evangelho. Jesus também tinha para ajudá-lo em vida, além dos doze apóstolos, cerca de 70 discípulos, palavra derivada do latim que significa aluno. Nos seus doze homens, originalmente um era coletor de impostos, outro carpinteiro e vários outros eram viajantes ou pescadores que exerciam sua profissão nas águas da Galiléia.

Objetos Sagrados usados na Missa

Cálice: Objeto onde é colocado o vinho, durante a celebração na hora da consagração esse vinho se torna o Sangue de Cristo. Quando for manejá-lo tenha cuidado e o segure com as duas mãos, uma na sua base e outra sobre ele. Para não confundir o cálice com a Âmbula repare que ele não tem tampa.

Âmbula ou Cibório: Objeto onde são guardadas as partículas da comunhão (hóstias), que na hora da consagração se tornam o Corpo de Cristo, cuidado ao manejá-las porque geralmente carregamos mais de uma, então a segure firme. Repare que a âmbula (ou cibório) tem tampa, algumas ainda têm uma “capinha” chamada conopeu.

Galhetas: São duas pequenas “garrafinhas” que podem ser tanto de vidro ou de louça. Nelas ficam a água e o vinho (que mais tarde é consagrado como o Sangue de Cristo) segure-as com cuidado para evitar acidentes. A galheta com água é usada novamente após a comunhão na purificação do cálice.

Turíbulo: É um compartimento onde o incenso é queimado. Seu manejo requer atenção, pois ao se balançar numa igreja temos que tomar o cuidado para não acertar os outros. São usadas quatro vezes numa cerimônia normal: Entrada, Evangelho, Ofertório e Consagração. Também pode ser usado em outras partes dependendo do tipo da celebração. O coroinha ou acólito encarregado do turíbulo é chamado de turiferário.

Naveta: Pequeno compartimento onde é guardado o incenso que é usado no Turíbulo vem acompanhado de uma pequena “colherinha” que o celebrante usa para colocar as pedras de incenso dentro do Turíbulo o Coroinha ou Acólito encarregado da naveta é chamado de naveteiro.

Incenso: Resina de aroma suave. Produz uma fumaça que sobe aos céus, simbolizando as nossas preces e orações a Deus.

Sineta ou Carrilhão: É usada para chamar a atenção da assembléia na parte mais importante da missa, a Consagração. Seu uso requer um pouco de experiência

Crucifixo: Geralmente é usado em missas campais (fora da igreja) onde não se tem um pregado a parede. Ele deve ficar sobre o altar e com a face de Jesus voltada para o Padre e de costas para o resto da assembléia.

Cruz Processional: Utilizada na entrada da missa e em procissões.

Castiçal: Local onde a vela fica durante a celebração, existem vários modelos de diferentes tipos e tamanhos. Algumas vezes é solicitado aos coroinhas segurarem o castiçal ao lado da mesa da palavra durante a proclamação do Evangelho.

Ostensório ou Custódia: É usado em situações onde o Santíssimo é exposto ao povo, para manejá-lo é necessário muita atenção com suas pontas e para não deixá-lo cair pois é um material muito frágil e geralmente tem uma tampa de vidro no centro, que com uma queda pode ser quebrar e ainda se a hóstia consagrada estiver dentro dele temos que manuseá-lo com o véu umeral.

Círio Pascal: Vela grande, que é benzida solenemente na Vigília Pascal do Sábado Santo e que permanece nas celebrações até o Domingo de Pentecostes. Acende-se também nas celebrações do Batismo.

Sacrário: Local onde ficam armazenadas as hóstias consagradas, geralmente fica uma luz vermelha ao seu lado indicando a presença do corpo de Cristo. Quando entramos na Igreja e vemos essa luz acesa temos que ter o maior respeito pois estamos dentro da casa de Deus e Jesus está conosco.

Patena: Pequeno prato de metal onde fica a hóstia que o padre eleva na consagração. Em algumas comunidades os coroinhas a usam para na hora da comunhão não deixar que a hóstia oferecida pelos ministros e padres ao povo não caia no chão.

Pala: Pequeno pedaço de plástico ou papelão que é usado para cobrir o cálice para protegê-lo.

Sanguinho ou Sanguíneo: Pano de linho que é usado para fazer a purificação do cálice, das âmbulas e da bem como os dedos e os lábios após comungar.

Manustérgio: Pequena toalha que é usada pelo sacerdote para enxugar as mãos.

Corporal: Pano branco de linho, que, estendido sobre o altar, recebe sobre si a patena com a hóstia grande, o cálice com o vinho e as âmbulas com as hóstias pequenas. É também sobre ele que se coloca o ostensório e a teca.

Teca ou Pixed: Pequeno compartimento usado pelos ministros da comunhão para levar o Corpo de Cristo aos doentes da comunidade

Bolsa de Viático: Bolsa, de tamanho pequeno, quase sempre de pano, em que é colocada a teca em que são levadas as Hóstias consagradas aos doentes e idosos.

Caldeira ou Caldeirinha: Local onde fica a água benta que o padre asperge sobre a comunidade ou algum objeto que vai ser benzido.

Asperges: Usado junto com a caldeirinha para aspergir a água benta sobre o povo ou algum objeto. tem diversos tamanhos e modelos.

Bacia: Composto por uma jarra e uma bacia, é onde o padre lava sua mão durante a celebração.

Escapulário de Nossa Senhora do Carmo

escapularionossa-senhora-do-carmoO escapulário é um sacramental

Uma das devoções marianas mais difundidas é o escapulário do Carmo.

Assim como a água benta, o terço, as medalhas e as estampas bentas, o escapulário do Carmo é um sacramental.

A palavra sacramental assemelha-se muito à palavra sacramento, e com razão, pois sacramental significa “algo semelhante a um sacramento”, embora haja uma grande diferença entre um e outro. Um sacramento é um sinal externo instituído por Jesus Cristo para comunicar a graças às nossas almas, Um sacramental é também um sinal externo, mas os sacramentais foram instituídos pela Igreja e não trazem a graça por si mesmos, antes nos preparam para a graças, despertando em nós sentimentos de fé e de amor; e, além disso, tem o grande valor de uma intercessão da Igreja, diante de  Deus, para que Ele nos conceda a sua graça. Qualquer graça que possamos obter pelo uso dos sacramentais depende do poder da oração da Igreja e das nossas disposições, conforme podemos observar no Catecismo da Igreja Católica §1670.

Portanto, o escapulário não dispensa os Sacramentos, que são os meios instituídos por Nosso Senhor como via normal para nos santificar, nem dispensa da prática das virtudes. Não leva automaticamente para o Céu as almas em pecado mortal, mas ajuda a buscar a conversão da alma, a receber bem os Sacramentos e a perseverar no bem. Ajuda aquele que tiver um mínimo de boa vontade e se arrependa, a sair do estado de pecado mortal e alcançar a graça da perseverança final.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Cores Litúrgicas

As diferentes cores das vestes litúrgicas visam manifestar externamente o caráter dos mistérios celebrados, e também a consciência de uma vida cristã que progride com o desenrolar do ano litúrgico.
No princípio havia uma certa preferência pelo branco. Não existiam ainda as chamadas "cores litúrgicas". Estas cores foram fixadas em Roma no século XII. Em pouco tempo os cristãos do mundo inteiro aderiram a este costume. Veja abaixo as cores litúrgicas e seus significados:

BRANCO
Usado na Páscoa, no Natal, nas Festas do Senhor, nas Festas de Nossa Senhora e dos Santos, exceto dos mártires. Simboliza alegria, ressurreição, vitória, pureza e alegria.

ROXO
Usado no Advento e na Quaresma. É símbolo da penitência e da serenidade. Também pode ser usado nas missas dos defuntos e na confissão.

VERMELHO
Lembra o fogo do Espírito Santo. Por isso é a cor de Pentecostes. Lembra também o sangue. É a cor dos mártires e da sexta-feira da Paixão.

PRETO
É sinal de tristeza e luto. Hoje é pouco usado na liturgia

VERDE
Usa-se nos domingos do Tempo Comum e nos dias da semana. Está ligado ao crescimento, à esperança.

ROSA
O rosa pode ser usado no 3º domingo do Advento (Gaudete) e 4º domingo da Quaresma (Laetare).

O que é Liturgia?

Liturgia é a ação do Povo de Deus, reunido em Jesus Cristo, na comunhão do Espírito Santo.
É sempre uma celebração de Mistério Pascal, isto é, passagem da morte para vida, através de sinais, gestos e palavras. A liturgia é ação de Cristo na Igreja.
O ponto culminante de uma comunidade eclesial é a celebração comunitária, onde todos expressam sua fé comum; ouvem o mesmo Senhor, Salvador e Libertador; agradecem os favores de Deus; cantam as mesmas canções. Aí todos louvam a Deus e os laços do amor fortalecidos. Cresce a fraternidade e o Povo de Deus se reanima, sobretudo nos Sacramentos, para continuar a luta pela construção do Reino.

Trocar o pouco pelo tudo

2413554331_be8a3b1e6a

Certa vez um garotinho encontrou na cozinha de sua casa, um pote com algumas balas. Logo enfiou a mão pela boca do pote e segurou duas balas, com a mão fechada. Mas quando tentou tirar sua mão esta não saía porque a boca do pote era estreita e formava um gargalo que não deixava a sua mão fechada passar.

Vendo aquela situação, os pais pediam para que o filho largasse as balas e retirasse as mãos de dentro do pote, pois este poderia quebrar-se e até feri-lo. Mas, preso às balas, o menino não largava nada, de jeito algum, e a sua mão fechada não saía de dentro do pote.

Quando já não sabiam mais o que fazer, a avó teve uma bela ideia; correu até o quarto e pegou um pacote com chocolates.

Mostrou ao neto e disse: “Olha, é para você!” Ao vê-los o garotinho imediatamente largou as balas e a sua mão ficou livre do pote!…

Que lições para a vida podemos tirar dessa história?

Vivemos nesta vida agarrado às coisas pequenas, brigando por coisas sem importância, esquecendo que somos filhos amados de Deus!… Ora, se somos filhos de Deus, então tudo que é de Deus é nosso. Não podemos ficar presos às coisas pequenas quando podemos ter coisas bem maiores; fazer o bem aos outros e crescer na fé em Deus!

Prof. Felipe Aquino

Retirado do livro: Histórias que o Vovô conta

POR PROF. FELIPE AQUINO

domingo, 26 de julho de 2015

A importância dos avós na educação dos filhos

avo-e-neta

Meu pai dizia que “alegria de velho é ser avô”. Hoje eu experimento essa verdade. Como é bom estar com os meus dez netos, contando estórias para eles, desafiando-os com “o que é o que é?”, jogando futebol, vídeo game, andando de bicicleta, desenhando para eles, enxugando suas lágrimas infantis, dando balas escondido das mães… Que coisa gostosa os netos!

Mas em tudo isso eu procuro colocar nos corações deles a chama da fé, o amor às virtudes, o respeito aos pais, aos mais velhos, o amor a Deus e a beleza da vida que Deus lhes deu.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Não nos perturbemos com os nossos defeitos

1278989707767_f

1. Dois sinais do bom e do mau arrependimento

“A tristeza que é segundo Deus, afirma São Paulo, produz um arrependimento que leva à salvação; ao passo que a tristeza do mundo produz a morte. (2Cor 7,10). A tristeza do arrependimento pode, pois, ser boa ou má, conforme os efeitos que produz em nós. Mas, em geral, produz mais efeitos maus que bons, porque os bons são apenas dois: a misericórdia – o pesar pelo mal dos outros – e a penitencia – a dor de ter ofendido a Deus -; ao passo que os maus são seis: medo, preguiça, indignação, ciúme, inveja e impaciência. Por isso diz o sábio: A tristeza mata a muitos e nela não há utilidade alguma (Eclo 30,25), já que, para dois riachos de águas límpidas que nascem do manancial da tristeza, nascem seis de águas poluídas”.

A parábola da rosa

rosas e espinhos

Um homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente.

Antes que ela desabrochasse, ele a examinou e viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou: “Como pode uma flor tão bela vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?”

Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa antes mesmo de estar pronta para desabrochar, e ela morreu. Assim é com muitas pessoas.

O que é Urim e Tumim citado em Levítico 8,8?

Urim e Tumim, parte da vestimenta do sumo sacerdote!

Na visão judaica, o Urim e Tumim estão relacionados às funções do Sumo Sacerdote de Israel. Seria a placa peitoral usada pelo sumo sacerdote, uma espécie de estola dobrada ao meio, em forma de bolso que guardava um pergaminho no qual estava escrito o nome de Deus. O nome de Deus ali gravado fazia com que determinadas letradas gravadas sobre as pedras preciosas acendessem de acordo com as questões que o sumo sacerdote perguntava. A pessoa que buscasse uma resposta (questões relevantes na comunidade israelita) ia até ao sumo sacerdote e perguntava. O sumo sacerdote por sua vez virava-se para a arca da aliança, e a pessoa em pé atrás do Sumo-Sacerdote em voz baixa fazia a pergunta. Cabia ao sumo sacerdote, olhar a letra que se acendiam e recebia a inspiração de Deus para decifrar a resposta de Deus. Estes oráculos funcionaram até a destruição do Primeiro Templo.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

10 Ensinamentos de São Felipe Neri

4

Conheça 10 de muitas lições deixadas por São Felipe Neri, o santo da alegria:

1-“Então, caro amigos, quando é que começaremos a amar a Deus?”

2-“Quem quiser que lhe obedeçam muito, mande pouco”.

3-“Quanto de amor pomos nas criaturas, tanto tiramos de Deus”.

4-“Não tardes em bem obrar; porque a morte não tarda em vir”.

5-“Quem não puder dedicar longo tempo a oração deve, pelo menos, elevar muitas vezes o seu coração a Deus”.

6-“Neste mundo não há purgatório: ou é paraíso ou é um inferno. Os que suportam com paciência os sofrimentos desta vida gozam o paraíso. Quem assim não o faz, sofre o inferno”.

7-“É possível restaurar as instituições com a santidade, e não restaurar a santidade com as instituições”.

8-“Ser misericordioso com os que caíram é melhor meio para não cairmos nós mesmos!”

9- “Esta só razão devia bastar para manter alegre um fiel — saber que tem Maria Virgem junto de Deus, que pede por ele”.

10- “Longe de mim, o pecado e a tristeza!”

POR PROF. FELIPE AQUINO

Orações da Manhã Em Cristo Jesus

Consagração do Dia

"Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo,
Eu vos ofereço todos os meus pensamentos, palavras, obras e ações, alegrias e sofrimentos deste dia; tudo quanto eu fizer e padecer, descontados os meus pecados, seja tudo, ó meu Deus, para vossa Glória, pelo bem das almas do purgatório, em reparação das minhas faltas e em desagravo ao Sacratíssimo Coração de Jesus. Amém."

Qual a distância entre: Galiléia para Caná da Galiléia ?

Talvez na hora de escrever você se atrapalhou. O nome de Galiléia é o nome de uma província do Norte da Palestina da época de Jesus. Ali se encontra o Mar da Galiléia, a cidade de Tiberíades, Nazaré, Cafarnaum etc.

Morei nesta região por duas vezes, uma no kibbutz de Gazit, onde trabalhei como voluntário em 1982 e outra vez com estudante de hebraico moderno no kibbutz de En Hashofet 1985. Percorri muitos trechos a pé nesta região.

Por exemplo: Nazaré até Caná da Caliléia = 15 km.

Se precisas saber a distância mais detalhada até Cana da Galiléia, favor indicar o local da origem

Fonte: http://www.abiblia.org/ver.php?id=8532

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Maio: Mês dedicado a Maria

virgemm1

Todos sabemos, que a nossa Igreja dedica o mês de maio à Nossa Senhora e às devoções marianas. É um tempo especial, de graças, para nós que a temos como nossa advogada e intercessora fiel diante de Deus.

O Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 971, a respeito da devoção à Maria Santíssima afirma:

“Todas as gerações me chamarão bem-aventurada” (Lc 1,48): “A piedade da Igreja para com a Santíssima Virgem é intrínseca ao culto cristão”. A Santíssima Virgem “é legitimamente honrada com um culto especial pela Igreja. Com efeito, desde remotíssimos tempos, a bem-aventurada Virgem é venerada sob o título de ‘Mãe de Deus’, sob cuja proteção os fiéis se refugiam suplicantes em todos os seus perigos e necessidades (…) Este culto (…) embora inteiramente singular, difere essencialmente do culto de adoração que se presta ao Verbo encanado e igualmente ao Pai e ao Espírito Santo, mas o favorece poderosamente”; este culto encontra sua expressão nas festas litúrgicas dedicadas à Mãe de Deus e na oração mariana, tal como o Santo Rosário, “resumo de todo o Evangelho”.

Qual o significado da mensagem da Dracma Perdida?

«Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas e perdendo uma, não acende a candeia, não varre a casa e não a procura diligentemente até achá-la? Quando a tiver achado, reúne as suas amigas e vizinhas, dizendo: Regozijai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.» (Lucas 15:8-10)

A parábola da dracma perdida a princípio quando lida isoladamente das outra duas é uma das mais intrigantes que Jesus contou.

A parábola da Dracma Perdida (Lc 15,8-10) para ser melhor compreendida precisa ser lida à luz das outras duas  a da  Ovelha perdida (Lc15,3-7) e a denominada do Filho pródigo (Lc 15,11-32), uma vez que ela está no meio destas duas. Ela é relatada unicamente em Lucas. Há uma intenção do redator em apresentar o relato desta forma em que o amor misericordioso de Deus é apresentado de forma progressiva.

Índice Por Categorias


Carregando...

Google+ Followers