Notícias deslizantes

Menu

terça-feira, 31 de maio de 2016

Coroa das sete dores e sete gozos de São José

São José, Pai Nutrício do Menino Jesus (imagem grande)

Ao recordar as dores e alegrias de São José, a alma cristã medita as mais belas passagens do Evangelho e sente com o Santo Patriarca as angústias e doçuras daqueles mistérios.

Primeira dor:

Compadeço-me de Vós, ó Patriarca São José,  pela dor que tivestes ao verdes que vossa Santíssima Esposa era mãe,  ignorando Vós o mistério da encarnação do Filho de Deus; e me comprazo no gozo e alegria que experimentastes ao ouvir do Anjo do Senhor aquelas palavras tão consoladoras: “José, filho de Davi, não temais morar com Maria vossa esposa, porque o que leva em suas entranhas é obra do Espírito Santo”. Em memória desta dor e deste gozo, eu vos suplico que me alcanceis a graça de estar livre da soberba,  adornado da virtude da humildade e enriquecido com o dom de sabedoria.

Dez ensinamentos da Bíblia para as horas difíceis

bibliaeterco

1 “Nada temas, pois eu te resgato, eu te chamo pelo nome, és meu!” (Is 43,2)

2 – “‘Uns põem sua força nos carros, outros nos cavalos: Nós, porem, a temos em o Nome do Senhor, nosso Deus”. (Sl 19,8)

3 – “E toda essa multidão saberá que não é com espada e nem com lança que o Senhor triunfa, pois a batalha é do Senhor, e ele vos entregou em nossas mãos”. (1Sm 17,47)

4 – “Bendito o homem que deposita a confiança no Senhor, e cuja esperança é o Senhor”. (Jr 17,7)

5 – “Não temais, não vos deixais atemorizar diante dessa multidão imensa, pois a guerra não compete a vós, mas a Deus”. (2Cr 20,15)

6 – “Não vos assusteis, não tenhais medo deles. O Senhor, vosso Deus, que marcha diante de vós, combaterá Ele mesmo em vosso lugar, como sempre o fez sob os vossos olhos”. (Dt 1,29-30)

7 – “Não os temas, lembra-te do que fez o Senhor, teu Deus, ao Faraó e a todos os egípcios” (Dt 7,18)

8 – “Coragem! e sede forte. Nada vos atemorize, e não os temais, porque é o Senhor vosso Deus que marcha a vossa frente: ele não vos deixará nem vos abandonará”. (Dt 31,6)

9 – “Porque a vitória no combate não depende do número, mas da força que desce do céu… O próprio Deus os esmagará aos nossos olhos. Não os temais” (1Mac 3,19-22).

10 – “Esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé” (1Jo 5,4)

Prof. Felipe Aquino

segunda-feira, 30 de maio de 2016

As duas faces da fortaleza

fortaleza

Pare um minuto. Faça essa experiência. Vamos refletir sobre a virtude da fortaleza em nossas vidas…

Na nossa linguagem comum, quando ouvimos dizer de uma pessoa que é “uma mulher ou um homem forte” (em termos morais, espirituais), ou que é uma “alma forte”, logo nos vem ao pensamento: deve ter coragem, deve ser firme, deve ser valente perante o sacrifício, deve aguentar pessoas, sofrimentos ou situações difíceis… Pensamos assim, e temos razão.

De fato, a fortaleza é uma virtude moral que robustece a nossa vontade, para que sejamos capazes de enfrentar, sem medo, coisas boas que são difíceis; e de irmos atrás do bem custoso, “árduo”, sem desistirmos, dispostos a sofrer – por esse bem difícil – sem nos queixarmos nem desistir.

Os segredos dos sábios

ler a bíblia

Os historiadores dizem que aprender História é fácil, mas o difícil é aprender as “lições da História”. A História é o melhor meio de ensinar aos governantes certas verdades duras que ninguém se atreve a lhes dizer diretamente. Não é fácil dizer as verdades aos poderosos. Mas a História fala; mostra os fracassos dos soberbos, o sucesso dos humildes, a grandeza do sacrifício, a importância da fé, a grandeza do amor. A vida dos grandes homens e mulheres da História estão repletos de ensinamentos e de sabedoria. Basta ler.

Olhe para as montanhas e eleve sua alma

IMG_5299“Uma alma que se eleva, eleva o mundo inteiro.” Beata Elisabeth Leseur

O que podemos aprender com as montanhas?

Primeiro, de um ponto de vista científico, devemos entender que existe diferença entre montes, montanhas, serras, cordilheiras… Cada qual com suas características; são umas das mais belas criações de Deus, e ajudam a formar o nosso mundo geográfico, geologicamente falando. As denominações mais antigas indicavam as montanhas como conjuntos de montes, que, por sua vez, seriam elevações consideráveis do terreno. No entanto, hoje não iremos nos ater em definições, mas em que nos representam visualmente.

sábado, 28 de maio de 2016

Sejamos filhos obedientes!

bibliaorandohomem

Foi a obediência que vos abriu o céu na virtude do Sangue de Cristo”. Santa Catarina de Sena

A humanidade foi mergulhada no pecado e no sofrimento, na dor e na morte, por causa da desobediência de Adão e Eva; e foi salva porque Jesus cumpriu perfeitamente a vontade do Pai, obedecendo-o perfeitamente. Ele, como “novo Adão”, fez o caminho inverso de Adão. Ele disse aos Apóstolos: “Meu alimento é fazer a vontade de meu Pai que está nos céus” (Jo 4,34).

Para Jesus não havia outra razão para viver neste mundo a não ser “cumprir perfeitamente a vontade do Pai”, em perfeita obediência. Disse São Paulo: “Assim como pela desobediência de um só homem foram todos constituídos pecadores, assim pela obediência de um só todos se tornarão justos” (Rm 5,19). A carta aos hebreus diz: “Embora fosse Filho de Deus, aprendeu a obediência por meio dos sofrimentos que teve” (Hb 5,8).

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Por que dar esmolas?

fileg_53509

Entre os “remédios contra o pecado”, a Igreja coloca além do jejum e da oração, a esmola. Há ervas daninhas que crescem no jardim de nossa alma e que têm raízes profundas e por isso, são difíceis de serem arrancadas. A esmola é uma das formas de eliminá-las.

Um dos piores pecados é a ganância ou avareza; é o apego desordenado ao dinheiro e aos bens desse mundo. O avarento está pronto a deixar até a própria vida, mas não os seus bens. São Paulo classifica a avareza como idolatria: “Mortificai, pois, os vossos membros terrenos: fornicação, impureza, paixões, desejos maus, cupidez e a avareza, que é idolatria” (Cl 3,5). “Porque sabei-o bem: nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento – verdadeiros idólatras ! – terão herança no reino de Cristo e de Deus” (Ef 5,5).

5 maneiras de reativar sua vida de oração

oracaofe100622789Se você já se sentiu frustrado na oração, não se preocupe: é muito simples

Você conhece a importância da oração, mas talvez ache que Deus não quer ouvi-lo porque você se afastou durante algum tempo. Você provavelmente sabia que a oração madura é algo além de simples petições a Deus, mas talvez não esteja seguro de como proceder.

Talvez você esteja realmente ocupado, e tema que buscar a “prática da oração” exija um compromisso que você não pode assumir. Ou pode ser que você tenha medo de “fracassar” em sua tentativa de orar em profundidade.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Defeitos a se evitar na oração

orando

Não desconfie do poder de Deus. Não reclame se ainda não alcançou uma graça. Acredite, Deus sabe o que é melhor para nós!

É a oração que nos deve santificar e não o contrário. Assim, não sabemos muito bem como afastar as imperfeições na oração.

Muitas almas oram e queixam-se de não obter as graças pedidas na oração. É sinal de que a sua oração não preenche as condições prescritas por nosso Senhor. A palavra de Deus, com efeito, não pode falhar: “Pedi e recebereis” (Jo 16, 24).

Algumas se iludem primeiro quanto ao que pedem. Deus não quer e não pode conceder senão as coisas que se relacionam com o nosso ultimo fim. Tudo o que está fora disto está fora de Deus e é, pois, nada ou pecado.

Corpus Christi

Corpus Christi (expressão latina que significa Corpo de Cristo) é um evento baseado em tradições católicas realizado na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma "Festa de Guarda" onde a participação da Santa Missa neste dia é, para os católicos, obrigatória, na forma estabelecida pela conferência episcopal do país respectivo.

A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico (cânone 944) que determina ao bispo diocesano que a providencie, onde for possível, "para testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo." É recomendado que, nestas datas, a não ser por causa grave e urgente, não se ausente da diocese o bispo (cânone 395).

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Santo Sudário de Turim e o Sudário de Oviedo…

…“envolveram a mesma pessoa”, concluiu inquérito

O professor Juan Manuel Miñarro ganhou celebridade criando imagens de Cristo de acordo com o Santo Sudário.

O professor Juan Manuel Miñarro ganhou celebridade
criando imagens de Cristo de acordo com o Santo Sudário.
Veja mais em: Professor faz Crucificado segundo os dados do Santo Sudário

O Santo Sudário de Turim e o Sudário de Oviedo “quase com inteira certeza envolveram o cadáver da mesma pessoa”, concluiu uma investigação que comparou as duas relíquias com base na Antropologia Forense e na Geometria.
O trabalho foi realizado pelo doutor em Belas Artes e professor de Escultura da Universidade de Sevilha, Juan Manuel Miñarro, no contexto de um projeto do Centro Español de Sindonología (CES) sediado em Valencia, Espanha.

A importância da oração

Oração-Agora

Para você ser um cristão “de pé”, forte e equilibrado, senhor de você mesmo, e capaz de amar,  você precisa aprender a rezar.

A nossa natureza ficou debilitada pelo pecado original e é marcada pela concupiscência, isto é, uma força que nos puxa para o mal.

Quem de nós não sente isso? Jesus disse claro: “O espírito é forte, mas a carne é fraca. Vigiai e orai para que não entreis em tentação” (Mt 26,41).

Jesus estimava tanto a oração que passava noites inteiras no alto dos mon­tes da Galiléia conversando com o Pai (cf. Lc 5,16; 6,12; 9,29). E aí estava a sua força; de dia pregava, de noite rezava.

Reinado de Zedequias

Zedequias (ou Sedecias ou Matanias) foi o 21º e último rei de Judá. Foi deposto e levado para o exílio. Era o terceiro filho de Josias e sua mãe era Hamutal. Quando foi constituído em rei vassalo, o rei babilônio Nabucodonosor mudou-lhe o nome de Matanias para Zedequias. Durante os 11 anos do seu reinado, Zedequias "fazia o que era mau aos olhos do Senhor". - 2Rs 24:17-19; 2Cr 36:10-12; Je 37:1; 52:1,

terça-feira, 24 de maio de 2016

Reinado de Jeconias de Judá

Jeconias ou Jeoaquin ou Joaquim foi o penúltimo rei de Judá, e teria 18 anos quando sucedeu seu pai, Jeoaquim, no trono. Nabucodonosor o fez cativo e levou o tesouro do templo e do palácio, para a Babilônia. Lá ele gerou sete filhos, e assim a família real sobrevive, embora nunca mais ascenda ao trono. A Bíblia Almeida, usada pela maioria dos protestantes, chama-o de Joaquim, enquanto seu pai é Jeoaquim, mas em outras bíblias como a Bíblia de Jerusalém é justamente o contrário, o que gera facilmente confusão. Foi contemporâneo do profeta Jeremias.

Jeconias baseado pelas fontes bíblicas

É também chamado de Jeconias (variante de Joaquim), e de Conias (contração de Jeconias).

O que é “orar sempre”?

1427665_56144134

Quando Nosso Senhor nos fez a recomendação de “orar sempre”, não quis pedir-nos que estivéssemos constantemente “em ato de oração”, mas simplesmente que vivêssemos “em estado de oração”. É diferente.

Estar permanentemente em ato de oração, seria passar a vida em exercícios religiosos: depois da oração, a missa; depois da missa, o terço, depois do terço, a leitura espiritual, e assim por diante, o que é impossível, mesmo às pessoas mais “contemplativas”, nem deixaria tempo para as ocupações profanas – refeições, recreio, sono, etc.

O poder da Oração

992379_14208308A oração opera maravilhas!

1.Como todas as obras sobrenaturais, é ela meritória e satisfatória. O que propriamente lhe pertence é a impetração. O homem ora e pede: Deus o ouve e atende a prece, não tanto em vista dos merecimentos que a criatura possa ter, porém, principalmente em virtude da Sua misericórdia e da mesma prece. A impetração corresponde à força da oração como tal e não ao mérito daquele que ora. E esse caráter particular, é o que mais cabalmente demonstra a excelência da oração e sua valia aos olhos de Deus.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Reinado de Joaquim de Judá

Joaquim (ou Jeoaquim ou Jeoiaquim) (634 a.C.598 a.C.) foi o 18º Rei de Judá. Seu nome, originalmente, era Eliakim ou Eliaquim. Seu nome foi mudado pelo Faraó Neco, quem o constituiu rei. Era filho de Josias e irmão de Joacaz, que foi levado cativo ao Egito pelo mesmo Faraó, tendo Joacaz antecedido Jeoaquim no trono de Judá por três meses. Foi pai de outro Joaquim, também conhecido por Jeconias, que o sucedeu.

Seu nome é grafado Joaquim na Bíblia de Jerusalém e Jeoaquim na Bíblia Almeida. Por isso não deve ser confundido com Joaquim, 19º rei de Judá, também chamado Jeconias. Enquanto o 18º rei era filho de Zebidá o 19º rei era filho de Neusta Jeoiaquim e iniciou seu reinado aos 18 anos e reinou somente por três meses.

 

Cenário político

Jeoaquim - Segundo Jeremias 25:1, Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, teria assumido o trono de seu pai após sua morte em 607 a.C e teria reinado por 11 anos, tendo findado seu reinado em 596 a.C. Fontes bíblicas e extra-bíblicas retratam os conflitos entre poderes rivais, ocorridos durante o reinado de Joaquim. O domínio mantido pelo Egito sobre uma considerável parte do antigo império assírio, estimulara a predominância da facção pró-Egito em Judá, na qual o rei se apoiava. Porém, quando o rei babilônico, Nabucodonosor, esmagou o exército do faraó, em Carquemis (605 a.C.), e marchou para a costa mediterrânica, devastando as cidades filistéias, essa facção entrou em pânico. Seus desesperados pedidos de ajuda aos egípcios, bem atestam a gravidade da situação. Joaquim morreu quando a ameaça da Babilônia já se desenhava, nitidamente, no horizonte de Judá.

A exemplo dos outros filhos de Josias, Joaquim é julgado negativamente pelos autores deuteronomistas (Livro dos Reis e Crônicas), acusado de idolatria.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Joaquim_de_Jud%C3%A1

Precisamos aprender a acolher e a servir

caridade

“Se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!” Mc 9,35

No livro de São Marcos 9,30-37, o evangelista conta que Jesus percebeu uma conversa estranha entre os seus discípulos, e perguntou a eles o que estavam conversando pelo caminho. Na verdade estavam discutindo quem seria o primeiro no Reino de Jesus.

Certamente todos os Apóstolos tinham a mesma concepção dos judeus, de que o Messias viria para implantar um Reino social, político e econômico, restabelecendo o reino de Israel, reduzindo sob o seu jugo todas as nações e reinaria no meio de muita glória.

O que fazer quando estamos sendo tentados?

gente-tristeNas tentações é preciso ter paciência, confiança e abandono nas mãos de Deus

Jesus nos ensinou a enfrentar a tentação. Santo Agostinho disse que “Jesus poderia ter impedido o demônio de se aproximar dele; mas, se não fosse tentado, não te daria o exemplo de como vencer a tentação”.

Então, vamos examinar como Jesus venceu o Tentador. Antes de tudo Ele jejuou; o jejum fortalece a nossa vontade, faz com o que o nosso espírito comande o nosso corpo, e não nos deixa ser dominado pelas paixões. A Igreja recomenda que nas sextas-feiras o cristão faça um pouco de penitência. Pode ser rezar mais, cortar um pouco os alimentos, deixar uma diversão, fazer uma peregrinação a um santuário, participar da santa Missa; enfim, há muitas formas de fazer uma penitência.

Por que somos tentados?

meditandoDe onde vem a tentação? Qual seu objetivo?

Jesus foi tentado peço demônio; e Ele não tinha o pecado original; então, mesmo Ele e a Virgem Maria podiam ser tentados como Adão e Eva também foram, antes do pecado original. Quem foi criado livre, à imagem e semelhança de Deus, pode ser tentado, não só pelo demônio – o principal tentador – mas também pelo mau uso da liberdade e demais faculdades da alma, como aconteceu com os anjos no céu. Eles não foram tentados por alguém, mas caíram pelo uso mal da liberdade, não querendo servir a Deus, querendo ser “como Deus”. Foi o pecado de soberba, nascido dentro deles mesmos.

domingo, 22 de maio de 2016

Reinado de Joacaz de Judá

Joacaz ou Jeoacaz (n. 633 a.C.) foi o 17º rei de Judá.

Nasceu em 633 a.C., filho de Josias e de Hamutal, filha de Jeremias de Libna. Seu nome era Shallum, e foi trocado para Joacaz para dar sorte. Foi ungido pelo povo para suceder seu pai Josias no trono, embora fosse dois anos mais jovem que seu irmão Eliakim.[1] Foi o primeiro rei de Judá a morrer no exílio.

Por ter executado uma política de animosidade ao Egito, que era a potência dominante na região, foi deposto e exilado pelo faraó Necho II, que o substituiu por seu irmão, Joaquim. No Livro dos Reis, ele é julgado negativamente por práticas idólatras.

William F. Albright data seu reinado em 609 a.C., data com a qual E. R. Thiele concorda.

Ver também

sábado, 21 de maio de 2016

Reinado Josias - Rei Bíblico


Josias ou Yoshiyahu (em hebraico: יֹאשִׁיָּהוּ, hebraico moderno: Yoshiyyáhu, hebraico tiberiano: Yôšiyyāhû, cujo significado literal é "curado por Yah" [ou Jeová cura] ou "sustentado de Yah"; em grego: Ιωσιας; em latim: Josias, c. 649-609 a.C) foi o 16º rei de Judá (641-609 aC), de acordo com a Bíblia Hebraica, que instituiu grandes reformas. Josias é creditado pela maioria dos historiadores de ter estabelecido ou compilado Escrituras Hebraicas importantes durante a reforma deuteronômica que ocorreu durante seu governo.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Reinado de Amom de Judá

Amom de Judá (em hebraico: אָמוֹן; em grego: Αμων; em latim: Amon) foi o soberano do Reino de Judá durante um curto período no século VII a.C. Sucedeu a seu pai Manassés de Judá e tal como ele, idolatrava e promovia a adoração de figuras pagãs, o que, de acordo com relatos bíblicos, terá motivado o seu provável assassinato em consequência de uma revolta entre os seus súditos, eventualmente no ano 641 a.C.

Vida

E os milagres de Lourdes?

Em síntese: Lourdes é o santuário mariano mais frequentado. A igreja tem aí favorecido a devoção à Virgem SS.; anualmente cerca de três milhões de peregrinos vão a Lourdes. Desde 1858 até nossos dias, dois milhões de enfermos tem ido rezar em Lourdes. Todavia a Igreja é cautelosa diante da proclamação de milagres; até hoje somente 65 curas inexplicáveis e milagrosas foram reconhecidas pelas autoridades eclesiásticas. – Duas comissões de médicos, de diversas nacionalidades e diferentes Credos ou sistemas filosóficos, estão a serviço da verificação de moléstias e curas relacionadas com Lourdes. Muito importantes são os benefícios espirituais que, em alta escala, são obtidos naquele santuário; numerosas pessoas mudam de vida após Ter rezado e recebido os sacramentos em Lourdes. Desta maneira Lourdes continua sendo um sinal vivo da Providência Divina, que não abandona a humanidade sofredora, especialmente recomendada pela intercessão de Maria SS., Mãe de todos os homens.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

A Imagem da Virgem de Guadalupe – EB

Virgen_de_guadalupe1

Em síntese: O presente artigo refere experiências recém-realizadas em torno da imagem da Virgem de Guadalupe, das quais resulta tratar-se de fenômeno inexplicável à luz das leis da natureza. Nenhum pintor teria efetuado tal imagem, por mais fina e esmerada que fosse a sua arte.

É de conhecimento geral, entre católicos e não católicos, a existência de famoso santuário consagrado a Nossa Senhora de Guadalupe no México. De resto, é o santuário da padroeira da América Latina, cuja festa é celebrada a 12 de dezembro. Ora há fatos inexplicáveis
recém-descobertos no tocante a tal santuário e à imagem que contém. Tais fatos se tornam indícios de real intervenção dos céus nas origens desse lugar de oração. A fim de melhor informar os nossos leitores, e em vista de sugestão trazida por amigos a PR, transcreveremos, a seguir, em tradução portuguesa o artigo de Torcuato Luca de Tena que expõe a seqüência dos acontecimentos notáveis concernentes ao santuário de Guadalupe.

Descrição do manto de Nossa Senhora de Guadalupe

Nossa Senhora de Guadalupe_01INTRODUÇÃO – As nações indígenas da América (maias, astecas e outros) se comunicavam com imagens e sinais codificados que unificaram suas línguas.

O Ayate (Tilma de Juan Diego) – Foi fabricado de “Ixtle” – fibra de maguey, e mede 1,68 x 1.05 e sua textura aberta é a mais inadequada para uma pintura. Além disso a sagrada imagem esteve sem proteção de um vidro por mais de 116 anos; são poucas as deteriorizações que sofreu. Do ayate de S. Juan Diego nasce um novo povo; unido por nossa Patrona Santa Maria de Guadalupe.

Importância da data da aparição – No ano de 1531, ano da aparição de Na. Sa. de Guadalupe, chamado em Náhuatl (língua indígena) “Ano Matlactli ihuan yei Actl” que quer dizer “Ano 13 carrizo” que vai de 2 de fevereiro de 1531 a 1 de fevereiro de 1532 é um anos especial. E em 1531 aconteceu a conjugação de Vênus – Quetzalcóatl tendia à plenitude da trezena de dias e a trezena de anos; para o Tenochca o número 13 é o numero perfeito, cheio de plenitude; é o nascimento do Sol.

A pintura – O erudito alemão Richard Kuhn em 1938, a pedido do Dr. Ernesto Sodi Paliares, descobriu que a pintura não tem corantes de tipo mineral, vegetal ou animal e que no século XVI não se conheciam os corantes sintéticos. “Surpreendente”. “Na tilma do pobre Juan Diego… pincéis que não são deste mundo deixaram pintada uma imagem dulcíssima”, descreveu o papa Pio XII.

Curiosidades sobre a Imagem de Guadalupe

our-lady-of-guadalupeMinuciosa análise da Imagem

O poncho de fibra vegetal

No inverno a vestimenta masculina dos habitantes do México no século XVI era um manto, sobre um pedaço de pano que envolvia o peito e cintura. Para os ricos o manto era feito de algodão. Os pobres usavam a tilma ou poncho: grosseiro e simples feito de fibra vegetal, de forma retangular, preso no ombro com um nó. A tilma é uma trama de fios de maguey feita à mão ou em um tear simples. Chamam ayate este tecido. A tilma que Juan Diego vestia em 12 de dezembro de 1531, a mesma que é vista hoje na Basílica de Guadalupe, mede 1,65 m de comprimento por 1,60 m de largura. Portanto, para não arrastá-la, Juan Diego tinha um mínimo de 1,70 m. Maguey é uma planta das quais se extrai uma fibra têxtil. A tilma de Juan Diego é feita de uma das 175 espécies de agave, a chamada agave potule Zacc.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Aparição de Nossa Senhora de La Salette

Madonna_de_La_Salette_A

 

Há 168 anos Nossa Senhora apareceu às crianças Melanie e Maximin, os dois videntes, que viram uma grande luz, dentro da qual viram a Virgem Maria. Foi na manhã de 19 de setembro de 1846, quando  Maximin e Melanie cuidavam do gado no morro de La Salette (França).

Maximin contou o que em seguida aconteceu:

“Nossas vacas beberam e se dispersaram. Fatigado, me deitei sobre a grama e dormi. Alguns instantes depois ouvi a voz de Mélanie que me chamava:

– Maximin, vem logo, vamos ver onde estão as vacas. “Eu me levantei num pulo, peguei meu bordão e fui atrás de Mélanie, que era minha guia. Atravessamos o riacho e subimos rapidamente a encosta de um montículo. Do outro lado percebemos que nossos animais repousavam.

“Voltamos para o banco de pedra, onde tínhamos deixado nossas merendeiras, quando de repente Mélanie parou. O bastão caiu de suas mãos, e espantada, ela voltou-se para mim, dizendo: – Está vendo lá em baixo essa grande luz?

terça-feira, 17 de maio de 2016

Reinado de Manassés

A história dos reis de Israel e Judá sempre começa pela frase: “fez o que era bom aos olhos do Senhor”, ou “fez o que era mau diante dos olhos do Senhor.” Não há meio termo, em nenhum caso se lê a expressão: “fez mais ou menos o que era mau aos olhos do Senhor”. A razão disso é que Deus lidava direto com os reis constituídos sobre o Seu povo e os reis tinham duas alternativas, ou faziam o que era bom, ou o que era mau. Eles tinham direito à sua escolha, mas tinham de assumir as consequências delas.

A importância das aparições de Nossa Senhora de Guadalupe

Virgen_de_guadalupe1

Em 1531, os missionários espanhóis franciscanos e dominicanos evangelizavam os índios maias e astecas no México, e tinham muita dificuldade nessa missão porque esses índios eram idolatras e ofereciam aos seus muitos deuses sacrifícios humanos de milhares de rapazes e de virgens, nos altos das muitas pirâmides que podem ser visitadas ainda hoje no México. Um sacerdote cortava fora o coração de vítima, com uma faca de pedra pouco afiada e o oferecia aos deuses.

Nesse ano a Virgem Mãe de Deus apareceu ao piedoso índio São João Diego, na colina de Tepeyac, perto da capital do México. Com muito carinho ela pediu que ele fosse ao bispo pedir-lhe que nesse lugar construísse um Santuário em sua honra. D. João de Zumárraga, primeiro bispo do México, franciscano, vindo da Espanha, retardou a resposta a fim de averiguar cuidadosamente o ocorrido. Quando o índio, movido por uma segunda aparição e nova insistência da Virgem, renovou suas súplicas entre lágrimas, ordenou-lhe o bispo que pedisse a Nossa Senhora um sinal de que a ordem vinha realmente da grande Mãe de Deus.

5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar

5-milagresSite Live Science lista 10 milagres que desafiam a ciência: todos os dez são milagres cristãos

Um milagre é um acontecimento sobrenatural, ou seja, acima do natural: ele contraria as leis da natureza e a ciência não consegue explicá-lo, por mais que os cientistas analisem, reanalisem e debatam.

Há relatos de milagres em praticamente todas as religiões, e, ao longo do tempo, a ciência desmentiu muitos deles. Outros, porém, continuam inexplicáveis e assombrosos, como estes dez, listados pelo site Live Science.

Particularmente chamativo é o fato de que, dos dez milagres listados, todos os dez são milagres cristãos – e seis deles envolvem Nossa Senhora!

segunda-feira, 16 de maio de 2016

FIM… previsto por Jesus Cristo

A VOLTA DE JESUS

24. Cairão ao fio de espada e serão levados cativos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos pagãos, até se completarem os tempos das nações pagãs.
25. Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas.
26. Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra. As próprias forças dos céus serão abaladas.
27. Então verão o Filho do Homem vir sobre uma nuvem com grande glória e majestade.

Reinado de Ezequias

Estátuas de Josafá e Ezequias no Escorial.

Ezequias, do hebraico חִזְקִיָּהוּ, significa, em português "Javé Fortalece".

O rei Ezequias foi o 13º Rei de Judá, e reinou por 29 anos (726-697 a.C[1] ). Era Filho de Acaz e de Abi, filha de Zacarias (II Reis 18:2) ou Abia (2 Cr 29:1). Ezequias Reinou Conjuntamente com seu Pai de 729 a 715 a.C e, com a idade de 25 anos, tornou-se rei absoluto.

Seguiu o exemplo do seu brilhante antepassado, o Rei Davi, teria começado a reinar com 25 anos de idade e governou por 29 anos, a partir de 715 a.C.

Resquícios do muro construído em Jerusalém por Ezequias, como proteção ao ataque de Senaqueribe.

A mulher mais poderosa do mundo, segundo a National Geographic, é… Maria!

nationalgeographicmagazinemary

Inesperada matéria aborda as aparições marianas e a devoção à Mãe de Jesus – inclusive no islã

O site Aleteia divulgou no último sábado (07/11/2015) a capa da edição norte-americana de dezembro de 2015 da National Geographic, uma revista que não pode ser catalogada precisamente como “amistosa” para com a Igreja católica. A edição terá na capa aquela que a revista chama de “mulher mais poderosa do mundo”: Nossa Senhora, a Virgem Maria.

A matéria de Maureen Orth percorre algumas das aparições marianas mais conhecidas no mundo todo, incluindo as supostas aparições de Medjugorje, e, ao mesmo tempo, relata histórias de pessoas que receberam graças por intercessão da Virgem Maria. O texto aborda ainda o processo que a Igreja segue para reconhecer ou não o caráter sobrenatural das aparições.

Em certa passagem, Orth inclui uma breve referência ao papel de Maria no islã: embora pouco conhecida, existe no mundo muçulmano uma veneração àquela que eles também consideram a mulher mais santa de todas as mulheres: Maria, a mãe de Jesus.

Fonte:http://pt.aleteia.org/2015/11/07/a-mulher-mais-poderosa-do-mundo-segundo-a-national-geographic-e-maria/

Porque uma Maria, modelo de Mãe, tem tantos títulos?

bloghj3

Nossa Senhora é uma só; a Mãe de Jesus, Mãe de Deus humanado; mas o povo católico, e também a Igreja, lhe deu muitos títulos, em vista de sua devoção a ela. É uma forma natural que seus filhos encontraram para homenagear a única Mãe e Senhora, e mostrar-lhe a confiança em sua intercessão materna.

Ela é a Mãe da Igreja, é Mãe de cada batizado, pois Jesus nos deu aos pés da Cruz, instantes antes de Sua morte: “Mulher, eis ai o teu filho!” (João 19,25-26).

O Concílio Vat. II disse que: “Assunta aos céus, ela não abandonou esta salvífica função, mas por sua multíplice intercessão continua a granjear-nos os dons da salvação eterna. Por seu maternal amor cuida dos irmãos do seu Filho que ainda peregrinam rodeados de perigos e dificuldades, até que sejam conduzidos à feliz pátria. Por isto a Bem-aventurada Virgem Maria é invocada na igreja sob os títulos de Advogada, Auxiliadora, Protetora, Medianeira. Isto, porém, se entende de tal modo que nada diminua, nada acrescente à dignidade e eficácia de Cristo, o único Mediador. Com efeito; nenhuma criatura jamais pode ser colocada no mesmo plano com o Verbo Encarnado e Redentor” (LG, nº 62).

domingo, 15 de maio de 2016

Pentecostes

“Pentecostes” é um vocábulo grego e significa “quinquagésimo”. Nós cristãos normalmente, com essa palavra, recordamos o evento contado por Atos dos Apóstolos 2: depois que Cristo subiu aos céus, os discípulos, reunidos, receberam o Espírito Santo. Foi um acontecimento importante para o cristianismo. Nesse momento os primeiros cristãos receberam a força que encheu os seus corações e fez com que criassem coragem e pregassem a mensagem de Jesus. Todo ano essa recorrência é recordada, 50 dias depois da celebração da páscoa.

Os mais lindos e melhores Cantos (Tradicionais) para Pentecostes 2016

Reinado de Acaz

Acaz (Hebraico: אחז‎) foi o 12º rei de Judá, tendo iniciado o seu reinado em 735 a.C. e governou por 16 anos, sendo contemporâneo ao profeta Isaías.

É considerado um rei mal, de acordo com a Bíblia, pois promoveu a idolatria, fechou as portas do templo e sacrificou o próprio filho aos deuses pagãos.

Sofreu importantes derrotas militares e não conseguiu obter o apoio da Assíria para controlar os conflitos com as nações vizinhas.

Ao falecer, não foi sepultado junto com os restos mortais dos reis de Israel.

A história de Acaz pode ser lida em II Reis 16:1-20 e em II Crônicas 28:1-27, ambos livros do Antigo Testamento.

 

Reinado de Acaz

O que é Pentecostes?

que é Pentecostes?
Era para os judeus uma festa de grande alegria, pois era a festa das colheitas. Ação de graças pela colheita do trigo. Vinha gente de toda a parte: judeus saudosos que voltavam a Jerusalém, trazendo também pagãos amigos e prosélitos. Eram oferecidas as primícias das colheitas no templo. Era também chamada festa das sete semanas por ser celebrada sete semanas depois da festa da páscoa, no qüinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa "qüinquagésimo dia". No primeiro pentecostes, depois da morte de Jesus, cinqüenta dias depois da páscoa, o Espírito Santo desceu sobre a comunidade cristã de Jerusalém na forma de línguas de fogo; todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas (At 2,1-4). As primícias da colheita aconteceram naquele dia, pois foram muitos os que se converteram e foram recolhidos para o Reino. Quem é o Espírito Santo?

sábado, 14 de maio de 2016

O FIM Já está no começo…

5. Como lhe chamassem a atenção para a construção do templo feito de belas pedras e recamado de ricos donativos, Jesus disse:
6. Dias virão em que destas coisas que vedes não ficará pedra sobre pedra: tudo será destruído.
7. Então o interrogaram: Mestre, quando acontecerá isso? E que sinal haverá para saber-se que isso se vai cumprir?
8. Jesus respondeu: Vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e ainda: O tempo está próximo. Não sigais após eles.
9. Quando ouvirdes falar de guerras e de tumultos, não vos assusteis; porque é necessário que isso aconteça primeiro, mas não virá logo o fim.
10. Disse-lhes também: Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino.
11. Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu.
12. Mas, antes de tudo isso, vos lançarão as mãos e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença dos reis e dos governadores, por causa de mim.
13. Isto vos acontecerá para que vos sirva de testemunho.
14. Gravai bem no vosso espírito de não preparar vossa defesa,
15. porque eu vos darei uma palavra cheia de sabedoria, à qual não poderão resistir nem contradizer os vossos adversários.
16. Sereis entregues até por vossos pais, vossos irmãos, vossos parentes e vossos amigos, e matarão muitos de vós.
17. Sereis odiados por todos por causa do meu nome.
18. Entretanto, não se perderá um só cabelo da vossa cabeça.
19. É pela vossa constância que alcançareis a vossa salvação.

Bíblia Católica Ave Maria  - Lucas 21, 5-19 Pág. 1377

Aparições Marianas

nsaparicaoConfira a lista das principais aparições reconhecidas pelo catolicismo e confie na prudência da Santa Igreja Católica

É inegável que a devoção à Virgem Maria esteja estendida pelo mundo inteiro. Assim o revelam suas inumeráveis invocações e também os abundantes testemunhos sobre sua mediação a favor daqueles que a invocam com grande fervor. É tal o impacto que por séculos tem gerado a Mãe de Deus na Fé dos crentes, que inclusive recentemente a revista norte-americana National Geographic destacou a figura da Santíssima Virgem Maria como “a mulher mais poderosa do Mundo”.

Dentro deste fenômeno mariano, o que mais chama a atenção são suas aparições: mais de 2 mil registradas em todo o mundo, segundo o website ‘The Miracle Hunter’ (www.miraclehunter.com), que reúne os relatos, histórias, testemunhos e frequência de milagres, entre eles as aparições marianas, que se registraram ao longo dos séculos, tudo baseado nas investigações de Michael O’Neill.

O Reinado de Jotão de Judá

Jotão (ou Jotam) foi o 11º Rei de Judá e começou a governar por volta do ano 750 a.C., reinando por 16 anos. Foi contemporâneo ao profeta Isaías.

Filho do Rei Uzias (Azarias), de Judá, com Jerusa (Jerusá), filha de Zadoque. (2Rs 15:32, 33; 1Cr 3:12; 2Cr 27:1; Mt 1:9) Depois de Uzias ser atacado de lepra, quando se irou com os sacerdotes por ser repreendido por eles pela invasão ilícita do templo e pela tentativa de oferecer incenso, Jotão começou a cuidar das tarefas reais em lugar de seu pai. Mas, aparentemente foi só depois da morte de Uzias que Jotão, aos 25 anos de idade, começou seu reinado de 16 anos (777-762 AEC). — 2Rs 15:5, 7, 32; 2Cr 26:18-21, 23; 27:8.

A alegria Cristã

Alegria-manha

Há umas palavras muito bonitas no livro de Neemias, que se leem com frequência na Liturgia das Horas: A alegria do Senhor será a vossa força (Ne 8, 10). Jesus nos fala dessa “alegria do Senhor”, a garante e a potencia infinitamente com a sua Ressurreição e com a graça do Espírito Santo: Hei de ver-vos outra vez [quando aparecer ressuscitado], e o vosso coração se alegrará e ninguém vos tirará a vossa alegria (Jo 16,23; cf. Jo 20,20 e Gl 5,22).

A tristeza enfraquece-nos, a nós e aos que nos cercam. Debilita o ânimo, amolece as forças e desperta o mau humor. Uma pessoa triste cria um ambiente soturno. Já dizia, no século II, um dos mais antigos escritores cristãos: <<Afasta de ti a tristeza. Não entendes que a tristeza é pior do qualquer outro estado de ânimo, que é a coisa que mais desanima e que repele o Espírito Santo? Uma pessoa alegre pratica o bem, gosta das coisas boas e agrada a Deus. O triste, pelo contrário, sempre age errado>> (Pastor de Hermas, Mand. 10,1.1; 3.1).

A tentação de Jesus no deserto

jesus-no-desertoO deserto nos leva a perguntar a nós mesmos: o que é mais importante na minha vida?

Jesus começou sua vida pública, para inaugurar o Reino de Deus entre nós, e levar a cabo a nossa salvação, sendo batizado no rio Jordão pelo Batista, apesar dos protestos de João, fazendo-se solidário com os pecadores, e assumindo a figura de Servo de Javé” (Is 53), sofredor, para cumprir toda a justiça. É o que o mesmo João já tinha anunciado a seus discípulos: “Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jo 1,29).

Como chefe de um Corpo Místico, Ele assume sobre si os pecados da humanidade diante da Justiça divina; e começa a expiá-los nos quarenta dias de jejum e oração que passa no deserto. Ali Ele enfrenta Satanás, o mesmo que tinha vencido Adão e Eva no Paraíso; agora Jesus, como o novo Adão, vai vencê-lo e começar a nos arranjar de seu jugo.

Quando Deus nos toca e nos fala…

rezandonaigreja

Deus nos ama profundamente e quer estar em comunhão íntima conosco. Ele tem sede da nossa alma, de morar nela. Foi por isso que Jesus quis ficar na Eucaristia, não para ficar numa Âmbula no Sacrário – disse Santa Teresinha – mas para vir ao nosso coração. Os santos dizem que Ele tem sede de estar conosco porque nos criou para Ele. Somos a Sua glória maior, dizia Santo Irineu. Pense bem!

Mas Deus não pode habitar um coração que não o deseja e não o procura. O profeta disse que “Deus se deixa encontrar por aqueles que O procuram”. Ele não é um oferecido que se entrega a qualquer um e de qualquer jeito. Tudo que é precioso deve ficar bem guardado, escondido, como Jesus no Sacrário, como a joia no cofre. Precisamos buscá-lo.

Como aconteceram as aparições de Nossa Senhora de Lourdes?

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Aparições e Revelações – EB

fatima1

Em síntese: A Igreja acredita na possibilidade de aparições e revelações particulares, pois estas ocorreram desde os tempos bíblicos (a São Paulo, a São Pedro, a Sto. Estevão…) através dos séculos até nossos tempos. Toda­via, como Mãe e Mestra, a igreja é prudente e não se precipita no julgamento dos fenômenos. Manda examiná-los por peritos; em alguns casos, o laudo daí  resultante é negativo (pois se verifica doença mental ou algum fator de ordem moral incompatível com uma intervenção do céu); em outras ocasiões, o laudo pode ser favorável ao culto da Virgem SS. como decorre dos fenômenos avali­ados (são os casos de Lourdes e Fátima); em outras situações ainda, não aparece por que condenar os fenômenos, como também não há por que lhes dar abono (ainda que indireto); em tais circunstâncias, a Igreja não interfere nas demonstrações de piedade ocorrentes nos lugares das supostas aparições, tendo em vista o aspecto pastoral ou os benefícios espirituais e físicos que resultam das peregrinações e celebrações ligadas a esses lugares.

Nossa Senhora de Fatima

Primeira Aparição de Nossa Senhora de Fátima

Dia 13 de Maio de 1917.

Nossa Senhora aparece resplandecente aos pastorinhos, em 1917.

Lúcia, Francisco e Jacinta estavam brincando num lugar chamado Cova da Iria. De repente, observaram dois clarões como de relâmpagos, e em seguida viram, sobre a copa de uma pequena árvore chamada azinheira, uma Senhora de beleza incomparável.

Era uma Senhora vestida de branco, mais brilhante que o sol, irradiando luz mais clara e intensa que um copo de cristal cheio de água cristalina, atravessado pelos raios do sol mais ardente.

Poder do Perdão

Dizer "Eu te perdoo" não é simplesmente um ato de bondade - é também um "não" à vingança, uma promessa para o futuro e um "sim" para a paz. Quando alguém faz algo errado para nós, é fácil ter pensamentos negativos e cheios de ódio, desejo de vingança e retaliação. Você vai ver aqui, isso só leva ao pesar.

Espero que estas palavras ressoem na sua alma e tragam um momento de reflexão!

O Poder do Perdão

O Reinado de Uzias

Uzias ou Azarias (hebr. עוזיהו‎) foi o 10º rei de Judá e teria começado a reinar por volta de 792 a.C.

Sua triste historia consta nos livros de II Crônicas, no Capítulo 26, e em II Reis, sendo contemporâneo ao profeta Isaias.

Grande guerreiro, filho do Rei Amazias, foi considerado um engenheiro de notável saber, uma vez que as armas projetadas por ele arremessavam grandes pedras, e, atiravam lanças. Possuiu grandes fazendas, construiu reservatórios de água, fortificou torres e edificou uma cidade chamada Elate e foi um dos reis que esteve maior tempo no poder em comparação aos outros.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

O Reinado de Amassias ou Amazias

Amassias ou Amazias foi o 9º rei de Judá.

Rei de Judá que em 858 AEC ascendeu ao trono com 25 anos e reinou por 29 anos, desde o assassínio de seu pai, Jeoás. Sua mãe era Jeoadim (Jeoadã), e sua esposa era Jecolia. (2Rs 14:1, 2; 15:2; 2Cr 25:1; 26:3) Tendo-se firmado no reino, executou aqueles que tinham assassinado seu pai, mas acatou a lei de Moisés de não punir os filhos deles. (2Rs 14:5, 6; De 24:16) Seu reinado foi assinalado por certo entusiasmo pela adoração verdadeira, mas não de “pleno coração”, e não sem graves falhas, que trouxeram o desastre tanto para ele mesmo como para a nação de Judá. O registro de seu governo trata primariamente de duas campanhas militares. — 2Cr 25:2.

Onde mora a felicidade?

Um_Curso_Em_Milagres

“Seja grande. Veja o mundo em um grão de areia. Veja o céu em um campo florido; guarde o infinito na palma da mão e a eternidade em uma hora de vida.”  (William Blake)

O grande anseio de todos nós é sermos felizes; este anseio foi posto em nosso coração pelo Criador. Mas a felicidade parece escapar das nossas mãos; ela não se deixa agarrar facilmente. Parece uma eterna fugitiva do homem.

Para uns ela parece uma miragem que nunca pode ser encontrada; para outros ela está nos prazeres do corpo e da alma.

A verdade é que a felicidade não cai do céu; é uma conquista. Não se encontra a felicidade; a construímos no dia-a-dia da vida. Ela não está fora de nós, mas em nosso interior. Ser feliz não é viver sem problemas e sem lutas; é saber o sentido de tudo isto. O homem constrói a sua felicidade como a abelha faz o mel.

Índice Por Categorias


Carregando...

Google+ Followers