2017 - O DIÁRIO DE DEUS

Notícias deslizantes

Menu

Será que existe pré-embrião?

embriao2

Aqueles que são favoráveis ao aborto, ao uso de “pílulas do dia seguinte”, uso de células tronco embrionárias para fins terapêuticos, etc., se esforçam para impor à população o conceito de “pré-embrião”, como se o ser humano só passasse a existir após um certo número de dias após a sua concepção. Acontece que a ciência, cada dia mais, deixa claro que não existe o “pré- embrião”.

Mais de 200 cientistas e professores universitários espanhóis tornaram público, em 11 dez 2006,  um Manifesto discordando com alguns dos conteúdos do Projeto de Lei de Pesquisa em Biomedicina, que se debaterá na próxima quinta-feira no Congresso dos Deputados da Espanha. (Zenit. org – Valência, 11 dez 06)

A responsabilidade dos pregadores

bibliahomem

Ninguém prega em seu próprio nome, mas é enviado pela Igreja; então, o pregador precisa ser fiel à Igreja que representa.

Em suas homilias sobre os Evangelhos, São Gregório Magno (540-604), papa e doutor da Igreja, nos deixa uma profunda reflexão sobre a missão de todo pregador da Palavra de Deus. (Hom. 17,3.14: PL 76,1139-1140.1146).

Ele começa lembrando as palavras do Senhor: “A messe é grande, mas poucos os operários. Rogai, portanto, ao Senhor da messe que envie operários a seu campo. São poucos os operários para a grande messe” (Mt 9,37-38).

A invenção do Natal

Resultado de imagem para Natal

Dra. Maria Luísa Leal de Faria

Universidade Católica

Sociedade Científica

O título deste artigo indicia, desde logo, duas limitações: em primeiro lugar, falar do Natal sob o ângulo das representações simbólicas, daí a palavra "invenção"; e depois situar essas representações num contexto específico, o século XIX inglês. No entanto, todos os símbolos comportam conteúdos, e os símbolos do Natal estarão, como espero demonstrar, associados a valores morais transmitidos ao longo de dois mil anos; e depois os símbolos que se popularizaram ao longo do século XIX em Inglaterra disseminaram-se pelo mundo e continuam a representar o Natal, e o espírito do Natal, nas sociedades contemporâneas.

Astrônomo defende com computador a existência da estrela de Belém

O astrônomo Mark Thompson, membro da Royal Astronomical Societyde Londres e apresentador de astronomia no The One Show da BBC, realizou um estudo científico que explicaria a natureza da estrela que conduziu os Reis Magos até Belém, confirmando a narração do Evangelho de São Mateus.
Usando registros históricos e simulações de computador que permitem mapear a posição das estrelas e dos planetas em torno da data em que Jesus nasceu, Thompson defende que nessa época houve um evento astronômico incomum.

A estrela que guiou os Magos

Resultado de imagem para A estrela que guiou os Magos gif

“A estrela que guiou os magos ao presépio não constitui um fenômeno milagroso?”

1. Primeiramente, alguns dados sobre os magos de Mt. 2

O nome “mago” vem do sânscristo mahat, grande, dando em pehlvi a forma mogh, sacerdote. Conforme Heródoto e Xenofonte, os magos constituíam entre os medos e persas uma casta sacerdotal muito conceituada, que se ocupava principalmente de adivinhação, astrologia e medicina. É bem possível que os magos dos quais fala o Evangelho fossem realmente sábios sacerdotes da Pérsia (alguns exegetas preferem a Caldeia, por ser esta a terra clássica dos astrólogos e matemáticos; outros, a Arábia, visto que a palavra “Oriente”, empregada pelo Evangelista, costumava na geografia palestinense da época designar a Arábia).

Símbolos do Natal

natal

Conheça aqui o significado de alguns símbolos do Natal: presépio, vela, presentes, pinheiro de natal, estrela (…).

PRESÉPIO: A palavra vem do hebraico e significa manjedoura, estábulo. Desde o final do século II, já havia representações do presépio. Inicialmente foram pintados nas catacumbas de Roma.

BOI e JUMENTO: Esta representação que nos chega dos escritos apócrifos (obra cuja autenticidade não foi provada), é uma linda lenda dos primeiros tempos do cristianismo. Nenhum dos textos do Evangelho fala da presença destes animais. Seria uma reminiscência do texto do profeta Habacuc, que diz que “o Messias se manisfestará entre os animais”. Belo texto do século VI, conhecido como o Evangelho do pseudo-Mateus, faz a descrição da cena com o boi e o jumento. Este Evangelho apócrifo teve grande impacto no imaginário popular. Estes animais representam o calor da criação que quer ver vivo tudo o que nasce e deve viver.

Imitemos a Família de Nazaré

sagrada_familia

Não é à toa que após o Natal a Igreja celebra a Festa da Sagrada Família de Nazaré. Cristo quis entrar na nossa história pela mesma porta que entramos no mundo, porque a família é base do plano de Deus para a existência da humanidade.

Jesus não precisava ter uma família, pois não teve um pai natural entre os homens. Ele foi gerado pelo Espírito Santo, pois nenhum homem poderia fazer a Virgem Imaculada conceber o Verbo a ser encarnado. Mas Jesus quis ter uma Família, quis iniciar a obra da Redenção pela família para restaurar a base da humanidade.

A importância da Oitava de Natal

presepioComo viver este “tempo especial de graças” da nossa Igreja?

Infelizmente a maioria dos católicos não sabe da importância da “Oitava de Natal”, bem como da Oitava da Páscoa.

Como essas duas Solenidades litúrgicas são as mais importantes do Ano litúrgico; pois marcam o Nascimento e a Ressurreição de Jesus, a Igreja prolonga as suas celebrações por oito dias. Com que intenção?

Com a intenção de que “o tempo especial de graças” que significam a Páscoa e o Natal, se estenda por oito dias, e o povo de Deus possa beber mais copiosamente, e por mais tempo, as graças de Deus neste tempo favorável, onde o céu beija a terra e derrama sobre elas suas Bênçãos copiosas.

Cinco detalhes sobre a Coroa do Advento que talvez você desconheça

fotoCoronaAdvientodetalles2015

Vale a pena conferir essas dicas…

A Igreja se prepara para iniciar o tempo de Advento neste domingo, 29 de novembro, e como é tradição os fiéis se reunirão para rezar e acender a primeira vela da Coroa do Advento. Confira a seguir, cinco detalhes que todo cristão deve saber sobre a Coroa.

1. Tradição e evangelização

A Coroa do Advento tem a sua origem em uma tradição pagã europeia. No inverno, acendiam-se algumas velas que representavam o “fogo do deus sol” com a esperança de que a sua luz e o seu calor voltassem. Os primeiros missionários aproveitaram esta tradição para evangelizar as pessoas. A partir de seus próprios costumes ensinavam-lhes a fé católica.

2. Por que deve ter uma forma circular?

Advento: Preparação para a Festa do Natal de Jesus

2-Domingo-Advento-1

O Tempo do Advento é um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus. Este foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Esse acontecimento precisa ser preparado e celebrado a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no final dos tempos.

Nas duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador. Um dia, o Senhor voltará para colocar um fim na História humana, mas o nosso encontro com Ele também está marcado para logo após a morte.

A Liturgia terrestre está unida à Liturgia celeste

bibliaacato

A Liturgia é obra do Cristo inteiro, cabeça e corpo. Dela participam não só os fiéis na terra, mas também os que estão no Céu. O Catecismo ensina com clareza que:

“Nosso Sumo Sacerdote a celebra sem cessar na liturgia celeste, com a santa Mãe de Deus, os apóstolos e todos os santos e a multidão dos que já entraram no Reino”. (CIC §1187).

A Liturgia é ação do “Cristo todo” (Christus Totus). Os que desde agora o celebram, para além dos sinais já estão na liturgia celeste, em que a celebração é toda festa e comunhão. (Cf. CIC §1136).

É uma alegria saber que os nossos antepassados e irmãos que já estão na glória dos Céus participam da Liturgia eterna. Participando da Liturgia terrestre, participamos também da mesma Liturgia que acontece no Céu. Veja o que disse o Concílio:

Como fazer um bom exame de consciência?

homem-sentado-na-praia“Para estar com Deus” é preciso caminhar na sua graça. Isso exige de nós paciência, confiança e perseverança.

Confira alguma dicas para repensar sua vida todos os dias:

Vigiar e orar

Você se lembra de que, no Horto das Oliveiras, Jesus fez um intervalo na sua oração, foi ver se os Apóstolos o acompanhavam e os achou dormindo. Com pena, disse a Pedro: Não pudeste vigiar uma hora comigo? E a todos: Vigiai e orai, para não entrardes em tentação (Mt 26,40-41)?

Em que consiste a inspiração bíblica?

bibliaabertaeterço

“Para quem aborda as Escrituras Sagradas, uma das dificuldades que em primeiro lugar se põem, é a de admitir a divina inspiração dessas páginas. Como pode a Bíblia ser Palavra inspirada por Deus, quando apresenta tantas deficiências do ponto de vista científico e literário? Que vem a ser inspiração bíblica?”

1. O que a inspiração bíblica não é

Faz-se mister estabelecer clara distinção entre inspiração bíblica e dois conceitos afins:

As duas vindas de Cristo

maoSÃO CIRILO DE JERUSALÉM – SÉC. IV (Cat. 15, 1-3; Patrologia Grega 33, 870-874)

Neste tempo de Advento, vale a pena meditar esta reflexão de S. Cirilo de Jerusalém, do que no século IV pregava as suas Catequeses na Basílica do Santo Sepulcro, que ainda hoje visitamos.

“Anunciamos a vinda de Cristo: não apenas a primeira mas também a segunda, muito mais gloriosa. Pois a primeira revestiu um aspecto de sofrimento, mas a Segunda manifestará a coroa da realeza divina.

Aliás tudo o que concerne a nosso Senhor Jesus Cristo tem quase sempre uma dupla dimensão. Houve um duplo nascimento: primeiro, ele nasceu de Deus, antes dos séculos; depois nasceu da Virgem, na plenitude dos tempos. Dupla descida: uma discreta como a chuva sobre a relva; outra, no esplendor, que se realizará no futuro.

Figuras do Advento

estrela-de-belem

Isaías

É o profeta que, durante os tempos difíceis do exílio do povo eleito, levava a consolação e a esperança. Na segunda parte do seu livro, dos capítulos 40 a 55 (Livro da Consolação), anuncia a libertação, fala de um novo e glorioso êxodo e da criação de uma nova Jerusalém, reanimando assim, os exilados.

As principais passagens desse livro são proclamadas durante o tempo do Advento num anúncio perene de esperança para os homens de todos os tempos.

Arquitetura gótica: a teologia católica escrita com pedra

Catedral de Sens

Tudo vale quando se trata de demolir o que se apresenta como um tropeço à Revolução em marcha.
É comum essa má vontade em relação à arte medieval. Citemos como exemplo “The Architectural Review”, que se publica em Londres, dedicou um número especial ao gótico.
Em sua apresentação, afirmam os editores claramente que tal manifestação de interesse pela arte ogival “só se tornou possível pelo agora indisputável estabelecimento do movimento moderno como o estilo próprio de nosso século”.

Algumas coisas que todo católico deveria saber…

catolicos

Quais são artigos da fé católica?

1. Crer em Deus Pai todo-poderoso.

2. E em Jesus Cristo, seu Filho único, Nosso Senhor.

3. Jesus Cristo foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria.

4. Jesus Cristo padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado.

5. Jesus Cristo desceu aos Infernos, ressuscitou dos mortos no terceiro dia.

6. Jesus subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso.

A escrita bíblica

Resultado de imagem para A escrita bíblica

Os livros da Bíblia foram escritos em três línguas muito antigas: o hebraico (todos os livros protocanônicos do AT), aramaico (Ev. Mateus); grego (livros do NT).

O hebraico era escrito sem vogais até o século VII dC. Somente nos séculos VII a X dC, os rabinos judeus fizeram a vocalização do texto hebraico introduzindo as vogais (texto massorético). O leitor colocava mentalmente as vogais entre as consoantes, o que podia gerar dúvidas. Por exemplo, a palavra “ah”, podia significar irmão, primo ou parente. O hebraico não tinha superlativo e não separava as palavras.

Por que o Verbo se fez Homem?

488px-Bartolomé_Esteban_Perez_Murillo_023

O maior acontecimento da história humana foi a Encarnação do Verbo. “Por nós, homens, e para a nossa salvação”, diz o nosso Credo, desceu à Terra, no seio virginal de Maria e se fez um de nós; “armou a sua tenda entre nós”; se fez nosso Irmão, e nos reconciliou com Deus por seu sacrifício na Cruz. “O Pai enviou seu Filho como o Salvador do mundo” (1Jo 4,14). “Este apareceu para tirar os pecados” (1Jo 3,5).

O pecado de todos os homens ofende a Majestade infinita de Deus; fere a justiça e o direito divinos; e isso não pode ser reparado por uma recompensa apenas humana. Só Deus poderia reparar uma ofensa infinita praticada contra Deus; então, Deus mesmo, na pessoa do Verbo encarnado, feito homem, veio reparar essa ofensa. No seio da Trindade o Verbo se ofereceu para essa Missão: fazer-se homem, para, no lugar do homem oferecer a oblação de valor infinito de sua vida pela salvação de todos os seus irmãos. “O´ Senhor, quanto Te custou nos ter amado!”, exclamou o doutor da Igreja Santo Afonso de Ligório.

Encosto e descarrego

Imagem relacionada

Em síntese: A revista ÉPOCA de 26/04/03 publicou significativa reportagem sobre o procedimento do descarrego (pretenso exorcismo) praticado na Igreja Universal do Reino de Deus. Esta, embora combata as religiões afro-brasileiras, conserva certa afinidade com elas: todas as desgraças seriam produto de um “espírito encostado”, que deve ser “descarregado” na Igreja Universal do Reino de Deus. Esta também distribui aos carentes objetos usuais nos terreiros afro-brasileiros: arruda, sal, óleo, (…).

Advento: Preparação para a Festa do Natal de Jesus

2-Domingo-Advento-1

O Tempo do Advento é um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus. Este foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Esse acontecimento precisa ser preparado e celebrado a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no final dos tempos.

Nas duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador. Um dia, o Senhor voltará para colocar um fim na História humana, mas o nosso encontro com Ele também está marcado para logo após a morte.

Figuras do Advento

estrela-de-belem

 

Isaías

É o profeta que, durante os tempos difíceis do exílio do povo eleito, levava a consolação e a esperança. Na segunda parte do seu livro, dos capítulos 40 a 55 (Livro da Consolação), anuncia a libertação, fala de um novo e glorioso êxodo e da criação de uma nova Jerusalém, reanimando assim, os exilados.

As principais passagens desse livro são proclamadas durante o tempo do Advento num anúncio perene de esperança para os homens de todos os tempos.

Impotência como Impedimento Matrimonial

O caso do matrimônio recusado a Edir Antônio de Brito e Elzimar de Lourdes Serafim, em Patos de Minas, suscitou grande alarde, em parte devido à incompreensão dos termos em foco.

O motivo da recusa não foi discriminação de deficiente físico, mas foi a impotência, (…) impotência de realizar a cópula sexual; tal situação pode ocorrer também a não deficientes físicos. Se é mister distinguir entre impotência e deficiência física, também é necessário não confundir impotência e esterilidade. A esterilidade supõe a possibilidade de cópula sexual; esta, porém, no caso, não tem fruto ou é infecunda.

Cinco detalhes sobre a Coroa do Advento que talvez você desconheça

fotoCoronaAdvientodetalles2015

Vale a pena conferir essas dicas…

A Igreja se prepara para iniciar o tempo de Advento neste domingo, 29 de novembro, e como é tradição os fiéis se reunirão para rezar e acender a primeira vela da Coroa do Advento. Confira a seguir, cinco detalhes que todo cristão deve saber sobre a Coroa.

1. Tradição e evangelização

A Coroa do Advento tem a sua origem em uma tradição pagã europeia. No inverno, acendiam-se algumas velas que representavam o “fogo do deus sol” com a esperança de que a sua luz e o seu calor voltassem. Os primeiros missionários aproveitaram esta tradição para evangelizar as pessoas. A partir de seus próprios costumes ensinavam-lhes a fé católica.

Como a Bíblia foi escrita?

bibleaberta

Os textos da Bíblia começaram a ser escritos desde os tempos anteriores a Moisés (1200 a.C.). Escrever era uma arte rara e cara, pois se escrevia em tábuas de madeira, papiro, pergaminho (couro de carneiro). Moisés foi o primeiro codificador das leis e tradições orais e escritas de Israel. Essas tradições foram crescendo aos poucos por outros escritores no decorrer dos séculos, sem que houvesse uma catalogação rigorosa das mesmas. Assim foi se formando a literatura sagrada de Israel.

Por que a Bíblia católica é diferente da protestante?

biblia1

A bíblia protestante tem apenas 66 livros porque Lutero e, principalmente os seus seguidores, rejeitaram os livros de Tobias, Judite, Sabedoria, Baruc, Eclesiástico (ou Sirácida), 1 e 2 Macabeus, além de Ester 10,4-16; Daniel 3,24-20; 13-14. A razão disso vem de longe.

No ano 100 da era cristã os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definirem a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começava a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os Judeus não aceitaram. Nesse Sínodo os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:

A Igreja católica acrescentou livros ao catálogo bíblico?

pentateuco

Em síntese: Os protestantes alegam que a Igreja Católica no Concílio de Trento (1545-63) acrescentou sete livros ao catálogo bíblico. Para dissipar esta afirmação, já foram publicados vários testemunhos em PR 432/1998, pp. 194ss aos quais seja adicionado Tomus Damasi abaixo transcrito.

Os protestantes costumam afirmar que a Igreja Católica no Concílio de Trento, em 1546, acrescentou ao catálogo bíblico sete livros Tobias, Judite Eclesiástico, Baruque, Sabedoria ½ Macabeus além de fragmentos de Ester e Daniel.

10 curiosidades sobre o Advento que melhorarão seu Natal

view

 

 

1. “Advento” é uma palavra de etimologia latina, que significa “vinda”.

2. O Advento é um tempo litúrgico composto pelas quatro semanas que precedem o Natal, como tempo de preparação para o nascimento do Senhor.

3. O Advento tem como cor litúrgica o roxo, que significa penitência e conversão – neste caso, unidas à esperança diante da iminente vinda do Senhor.

4. O Advento é um período privilegiado para os cristãos, já que somos convidados a recordar o passado, viver o presente e preparar o futuro.

Por que há várias traduções da Bíblia?

livrodenaum

Os textos da Bíblia começaram a ser escritos desde os tempos anteriores a Moisés (1200 aC). Moisés foi o primeiro codificador das leis e tradições orais e escritas de Israel. Essas tradições foram crescendo aos poucos por outros escritores no decorrer dos séculos. Assim foi se formando a literatura sagrada de Israel. A partir de Salomão (972-932), um grupo de escritores que zelavam pelas tradições de Israel, os escribas e sacerdotes, deram origem ao Pentateuco, os cinco primeiros livros da Bíblia. Depois foram surgindo os outros livros, os Profetas e os Escritos.

A Bíblia grega dos Setenta (LXX), destinada aos judeus da Dispersão, foi traduzida do hebraico para o grego, em Alexandria, por volta do ano 200 anos antes de Cristo.

Homem e Mulher: Complementaridade

Resultado de imagem para Homem e Mulher

Em síntese: O feminismo avançado tende a igualar entre si homem e mulher, esquecendo as diferenças específicas que fazem a riqueza da humanidade. G. Martinetti mostra que não se podem confundir entre si o masculino e o feminino, pois cada qual tem seus predicados peculiares, que devem ser respeitados e ativados para o bem da sociedade civil e da Igreja. Enquanto o homem procura a eficiência fria e, às vezes, cega, a mulher representa a afetividade, que dá graça e significado à racionalidade eficiente do homem.

Jesus condenou a Tradição?

Resultado de imagem para Jesus gif

“Jesus não terá condenado a Tradição em Mt 15, 1-9; Mc 7, 1-13?”

Eis aqui o texto de São Marcos (7, 1-9), que é o mais explícito (tradução de Ferreira de Almeida):

“E ajuntaram-se a Jesus os fariseus e alguns dos escribas que tinham vindo de Jerusalém. É, vendo que alguns dos seus discípulos comiam pão com as mãos impuras, isto é, por lavar, os repreendiam. Porque os fariseus e todos os judeus, conservando a tradição
dos antigos, não comem sem lavar as mãos muitas vezes; e, quando voltam do mercado, se não se lavarem, não comem. E muitas outras coisas há que receberam para observar, como lavar os copos e os jarros e os vasos de metal e as camas.

A importância da ação de graças após a Comunhão

1427662_57297177

A Igreja nos ensina que após receber a Sagrada Hóstia, Presença real de Jesus: corpo, sangue, alma e divindade; Ele está substancialmente presente em nós até que nosso organismo consuma as espécies do trigo; isto pode levar cerca de 15 minutos. Depois disso, Jesus passa a estar em nossa alma pela ação do Espírito Santo e de Sua graça.

Dom de Profecia

Resultado de imagem para Dom de Profecia

É preciso distinguir a profecia aqui mencionada, como manifestação momentânea do Espírito da profecia como dom ministerial na Igreja, mencionado em Ef 4.11. Como dom de ministério, a profecia é concedida a apenas alguns crentes, os quais servem na igreja como ministros profetas.

O que é a ”Fumaça de Satanás”

Resultado de imagem para O que é a ”Fumaça de Satanás”

sexta-feira, 25 de março de 2011
DOUTRINA: (2008)

Cardeal Noé explica a fumaça de Satanás na Igreja

CIDADE DO VATICANO – Fala com um fio de voz e por vezes a respiração lhe pesa tanto que precisa parar. Mas a mente é lúcida e o coração bondoso.

A entrevista com o Cardeal Virgílio Noè, 86 anos, Mestre de Cerimônias Litúrgicas no Pontificado de Paulo VI, João Paulo I e João Pasexta-feira, 25 de março de 2011
DOUTRINA: (2008)

Cardeal Noé explica a fumaça de Satanás na Igreja

O inferno não existe?

Resultado de imagem para O inferno não existe?

Em síntese: Leonardo Boff declarou à revista Rio Artes nº 21, 1997, que o inferno não existe; o conceito respectivo terá sido elaborado por teólogos, que não levaram em conta a figura feminina de Deus, que é misericordiosa. Em linguagem irreverente o autor escarnece a noção bíblica de inferno, que ele parece Ter esquecido, embora outrora mostrasse conhecer o conteúdo da Bíblia. Na verdade, o inferno não é o que Dante e a imaginação popular concebem, mas é consequência de livre opção do homem,  o qual se condena a não amar a Deus, que sempre o amará.

O que é a Teologia da Libertação?

Resultado de imagem para O que é a Teologia da Libertação?

Em face da condenação de um livro de Jon Sobrinho, um dos teólogos líderes da teologia da libertação, pela Sagrada Congregação da Doutrina da Fé, do Vaticano, a discussão sobre esta teologia voltou a campo.

Um grupo de teólogos desta linha acaba de publicar um livro contestando a ação do Vaticano e do Papa. São eles: Marcelo Barros, Leonardo Boff, Teófilo Cabestrero, Oscar Campana, Víctor Codina, José Comblin , Confer de Nicaragua, Lee Cormie, Eduardo de la Serna, José Estermann, Benedito Ferraro, Eduardo Frades, Luis Arturo Garcia Dávalos, Ivone Gebara, Eduardo Hoornaert, Diego IrarrázavaI, Jung Mo Sung, Paul Kmitter, João Batista Libânio, María y José Ignacio López Vigil, Carlos Mesters, Ricardo Renshaw, Jean Richard, Pablo Richard, Luis Rivera Págan, José Sánchez, Stefan Silber, Ezequiel Silva, Afonso Mª Ligório Soares, José Sols, Paulo Suess, Luiz Carlos Susin, Faustino Teixeira, Tissa Balasuriya, e José María Vigil.

Majestade, força e seriedade: a catedral de BREMEN

A catedral de Bremen tem qualquer coisa de majestoso, de forte e de sério, que lembra um dos aspectos da Igreja Católica: Sua divina severidade.
Cada igreja, quando é bem construída, espelha um aspecto da “alma” da Religião Católica.
E na catedral de Bremen está expressa a solidez e a severidade da Igreja Católica.

Pedra do Mar Morto:…

… aponta como o Messias viria,
como Jesus veio, e como virá no fim dos tempos

'Pedra de Gabriel': 87 linhas

Foi exposta em Jerusalém uma lápide do fim do século I a.C. cujo texto – considerado “misterioso” pelos especialistas – foi escrito com tinta em caracteres hebraicos, noticiou o “Boston Herald”.
É a chamada “Pedra de Gabriel”, ou “Visão de Gabriel”, segundo o Prof. Ada Yardeni, pelo fato de o arcanjo aparecer como figura central.
A pedra mede um metro de altura e foi descoberta no ano 2000 na margem oriental do Mar Morto, por um beduíno da Jordânia.

Padre casado pode celebrar missa?

Imagem relacionada

DECLARAÇÃO SOBRE A CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA POR SACERDOTES CASADOS

Pontifício Conselho para a Interpretação dos Textos Legislativos da Igreja (15.05.1997)

Íntegra da Declaração sobre a celebração da Santa Missa por sacerdotes casados dirigida aos fiéis católicos em 15 de maio de 1997 pelo Pontifício Conselho para a Interpretação dos Textos Legislativos da Igreja:

As setenta semanas de Daniel

Imagem relacionada

Em síntese: A profecia das setenta semanas de Daniel 9,24-27 é uma das passagens mais obscuras e controvertidas da S. Escritura, pois o texto não somente é conciso e misterioso, mas também está mal conservado, prestando-se consequentemente a variadas interpretações.

Abaixo será examinado o texto como tal. Ao que se seguirá a explanação das duas interpretações mais em voga entre os exegetas. Nenhuma, porém, é plenamente convincente. – Aliás, deve-se levar em conta o fato de que o texto de Dn 9,24-27 está inserido num contexto apocalíptico ou de um gênero literário simbolista, que não é propriamente profético.

Já São Jerônimo, no séc. V, enumerava nove explicações diversas do vaticínio (cf. ln Dn 9,24 ed. Migne lat. 25, 542-553).

Casamentos mistos

Resultado de imagem para Casamentos mistos
O católico para se casar com um protestante na Igreja católica, precisa ter autorização do bispo; os cônjuges devem prometer que vão educar os filhos na fé católica.
O que ensina o Catecismo da Igreja Católica
1633 – Em muitos países, a situação do casamento misto (entre católico e batizado não católico) se apresenta com muita freqüência. Isso exige uma atenção particular dos cônjuges e dos pastores. O caso dos casamentos com disparidade de culto (entre católico e não batizado) exige uma circunspecção maior ainda.

O que é a Revelação?

Imagem relacionada

Quantas e quantas vezes elevamos as vistas para o imenso firmamento erguido sobre nossas cabeças, e nossos olhos não alcançam as distâncias insondáveis dos inúmeros astros do Universo, e assim, nosso olhar se perde nas barreiras de nossa limitação? Qual o motivo pelo qual esse fenômeno se passa? Simplesmente porque nossos olhos são humanos e insuficientes, não abarcam todas as coisas. Por isso, seria plausível que alguém imaginasse, fizesse suposições, enfim, criasse teorias a respeito daquelas realidades que existem acima da atmosfera terrestre.

Bíblia a voz, o rosto e a casa da Palavra

Resultado de imagem para Bíblia a voz

1. A VOZ DA PALAVRA: a revelação. É voz divina, que “ressoa nas origens da criação, quebrando o silêncio do nada e dando origem às maravilhas do universo”! É voz que desce nas páginas das Sagradas Escrituras, que nós lemos na Igreja, sob a guia do Espírito Santo.

Bispos, Arcebispos e Cardeais: Há diferença

Resultado de imagem para Bispos, Arcebispos e Cardeais: Há diferença

Pelo sacramento da Ordem, não há nenhuma diferença. Todos são ordenados, no grau máximo desse sacramento. Todos são bispos, palavra que deriva do grego epíscopos, que significa supervisor. Para chamá-los usa-se o título de Dom, abreviatura do latim dominus, senhor. Com o Papa à frente, os bispos do mundo inteiro formam o Colégio Apostólico, que sucede ao grupo dos apóstolos, os quais tinham a Pedro como seu líder. Assim, a Igreja é guiada pela história afora pelos mesmos pastores escolhidos por Jesus Cristo. Como pastor da Igreja particular, o bispo é o primeiro responsável pelo ensinamento da Palavra de Deus, pela celebração da Eucaristia e demais sacramentos e pela animação e organização dos carismas e ministérios do Povo de Deus. Ele é obrigado à residência, à visita regular às paróquias e comunidades e à visita ad limina a Roma, de quatro em quatro anos. Os bispos são, em suas dioceses, o princípio visível e o fundamento da unidade com as outras dioceses e com a Igreja universal. É aconselhado a pedir renúncia ao completar 75 anos. Nenhum título pode obscurecer a igualdade batismal dos filhos e filhas de Deus.

O rosto de Jesus Cristo impresso nas catedrais medievais

“Eu não posso me esquecer que uma das viagens que eu fiz a Paris, eu cheguei à noitinha. Jantei, e fui imediatamente ver a Catedral de Notre-Dame.
Era uma noite de verão, não extraordinariamente bonita, comum.
A Catedral estava iluminada, e o automóvel em que eu vinha passava da rive gauche para a ilha, e eu via a Catedral assim de lado, e numa focalização completamente fortuita.

Embriões congelados tem alma humana?

02-aspiracao_folicular-27-12

O embrião humano tem alma humana ainda que esteja congelado, pois ele se conserva vivo; por conseguinte possui um princípio vital que é a alma humana. Esta não se manifesta porque, para tanto, ela precisa do corpo e seu corpo está reduzido à inércia pela baixa temperatura. A alma humana existe no concepto desde a fecundação do óvulo com todo o potencial que se vai desabrochando até a idade adulta, conforme ficou cabalmente demonstrado pelas experiências do Dr. Jérome Lejeune. A alma é espiritual e imortal por sua própria índole. Por conseguinte a pessoa humana não consta de corpo, alma e espírito, mas de corpo material e alma espiritual.

Premonição: O que é?

Resultado de imagem para Premonição: O que é?

O que é premonição? O diabo pode gerar premonições? Como saber?

Vejamos:

Definindo a terminologia da palavra premonição

O dicionário Aurélio define o termo da seguinte forma: “sensação ou advertência antecipada do que vai acontecer; pressentimento. Pensamento ou sonho que parece anunciar-nos o futuro. Circunstância ou fato que deve ser tomado como aviso; presságio”. Neste caso, como podemos ver, a definição do termo premonição engloba as adivinhações e, em certo sentido, até mesmo as profecias.

Quem escolher para padrinhos de Crisma?

imagessf

Esse é um assunto já antigo, que também tratado na Igreja antiga.

É muito importante que, juntamente com os pais, os crismandos escolham uma boa madrinha ou um bom padrinho.

O padrinho de Crisma é sempre um cristão católico que leva uma vida correta e vive a sua fé de forma explícita. Por isso, não deve ser escolhido alguém, que nem sabe o que é fé. Não se deve escolher um padrinho pensando no presente caro poderia ganhar. O padrinho não precisa ser necessariamente algum parente. Poderá ser um jovem mais velho, comprometido com a Igreja Católica e que seja um exemplo para o crismando.

Mobilização Bíblica, Dez Passos

Resultado de imagem para Bíblia

O Sínodo sobre a Palavra de Deus realizado em Roma é uma ótima chance para deslancharmos uma mobilização bíblica. Por sermos discípulos missionários, precisamos mais de Bíblia que de projetos pastorais. Nosso povo deve ter acesso à Bíblia, formação bíblica, vivência bíblica para que suscitemos um “catolicismo bíblico”. Eis os passos dessa mobilização:

Por que o dia de finados?

finados2

É uma antiquíssima tradição da Igreja Católica rezar por todos os fiéis falecidos, no dia 2 de novembro. A todos os que morreram “no sinal da fé” a Igreja reserva um lugar importante na Liturgia: há uma lembrança diária na Missa, com o Momento (= lembrança) dos mortos, e no Ofício divino. No dia de Finados a Igreja autoriza que cada sacerdote possa celebrar três Missas em sufrágio das almas dos falecidos.

Desde os primeiros séculos a Igreja reza pelos falecidos. No segundo livro de Macabeus, da Bíblia, encontramos esta recomendação: “É coisa santa e salutar lembrar-se de orar pelos defuntos, para que fiquem livres de seus pecados”. (2Mac 12,46)

Índice Por Categorias


Carregando...

Google+ Followers