Notícias deslizantes

Menu

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Confissão de Pedro

Resultado de imagem para Confissão de Pedro

18. Num dia em que ele estava a orar a sós com os discípulos, perguntou-lhes: Quem dizem que eu sou?
19. Responderam-lhe: Uns dizem que és João Batista; outros, Elias; outros pensam que ressuscitou algum dos antigos profetas.
20. Perguntou-lhes, então: E vós, quem dizeis que eu sou? Pedro respondeu: O Cristo de Deus.
21. Ordenou-lhes energicamente que não o dissessem a ninguém.
22. Ele acrescentou: É necessário que o Filho do Homem padeça muitas coisas, seja rejeitado pelos anciãos, pelos príncipes dos sacerdotes e pelos escribas. É necessário que seja levado à morte e que ressuscite ao terceiro dia.

Lucas  9,  18-22          Mateus  16,  13-23     Marcos  8,  27-33

A morte de São José: misteriosa, mas a mais sublime que se pode imaginar

morte-de-sc3a3o-josc3a9Pode haver melhor passagem para a vida eterna do que entre os braços de Jesus e de Maria?

Não há registros documentais da morte de São José, mas é comumente aceito que ele faleceu antes do início da vida pública de Jesus.

Nos primeiros séculos da Igreja, conforme narra Isidoro de Isolanis, costumava-se ler nas igrejas do Oriente, todo dia 19 de março, uma narração solene da morte do pai adotivo do Filho de Deus:

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Primeira Multiplicação dos Pães

Resultado de imagem para primeira multiplicação dos pães

10. Os apóstolos, ao voltarem, contaram a Jesus tudo o que haviam feito. Tomando-os ele consigo à parte, dirigiu-se a um lugar deserto para o lado de Betsaida.
11. Logo que a multidão o soube, o foi seguindo; Jesus recebeu-os e falava-lhes do Reino de Deus. Restabelecia também a saúde dos doentes.
12. Ora, o dia começava a declinar e os Doze foram dizer-lhe: Despede as turbas, para que vão pelas aldeias e sítios da vizinhança e procurem alimento e hospedagem, porque aqui estamos num lugar deserto.
13. Jesus replicou-lhes: Dai-lhes vós mesmos de comer. Retrucaram eles: Não temos mais do que cinco pães e dois peixes, a menos que nós mesmos vamos e compremos mantimentos para todo este povo.
14. (Pois eram quase cinco mil homens.) Jesus disse aos discípulos: Mandai-os sentar, divididos em grupos de cinqüenta.
15. Assim o fizeram e todos se assentaram.
16. Então Jesus tomou os cinco pães e os dois peixes, levantou os olhos ao céu, abençoou-os, partiu-os e deu-os a seus discípulos, para que os servissem ao povo.
17. E todos comeram e ficaram fartos. Do que sobrou recolheram ainda doze cestos de pedaços.

Lucas  9,  10-17 Mateus  14,  13-21 Marcos  6,  30-44 João  6,  1-15

A verdadeira alegria do carnaval

Resultado de imagem para Carnaval
O carnaval é uma das festas que mais traduzem a cultura e a identidade do povo brasileiro
Em meio à vibração do desfile e dos enredos, nossas raízes se tornam evidentes, revelando – em uma miscelânea de cores, contos e olhares – realidades que expressam as particularidades de nossa construção cultural enquanto povo e nação.
Nesse evento, percebe-se, como que em um mosaico, o rosto de índios, escravos, brancos e caboclos em uma belíssima mistura que dá ao brasileiro o tom e a alegria que o faz "brilhar" no cenário dos povos. É a celebração ápice de nossa cultura – mesmo não sendo genuinamente nossa –, é a festa que nos acrescenta visibilidade diante de todo o mundo!

Os 12 Apóstolos

os_12apo

No começo do seu ministério Jesus escolheu doze homens que o acompanhassem em suas viagens. Teriam esses homens uma importante responsabilidade: Continuariam a representá-lo depois de haver ele voltado para o céu. A reputação deles continuaria a influênciar a igreja muito depois de haverem morrido. Por conseguinte, a seleção dos Doze foi de grande responsabilidade.  “Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus. E quando amanheceu, chamou a si os seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolo”  (Lc 6.12-13). A maioria dos apóstolos era da região de Cafarnaum, desprezada pela sociedade judaica refinada por ser o centro de uma parte do estado judaico e conhecida, em realidade, como “Galiléia dos gentios”. O próprio Jesus disse: “Tu, Carfanaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno”  (Mt 11.23).

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Opinião de Herodes sobre Jesus

Resultado de imagem para Herodes e Jesus

7. O tetrarca Herodes ouviu falar de tudo o que Jesus fazia e ficou perplexo. Uns diziam: É João que ressurgiu dos mortos; outros: É Elias que apareceu;
8. e ainda outros: É um dos antigos profetas que ressuscitou.
9. Mas Herodes dizia: Eu degolei João. Quem é, pois, este, de quem ouço tais coisas? E procurava ocasião de vê-lo.

Lucas  9,  7-9 Mateus   14,  1s Marcos   6,  14ss

Carnaval é prazer e alegria?

Resultado de imagem para Carnaval é prazer e alegria?

O início do carnaval traz a busca frenética pelo prazer e pela alegria

A Bíblia afirma que “a alegria do coração é a vida do homem, é um inesgotável tesouro de santidade. A alegria torna mais longa a vida dele” (cf. Eclo 30,22-26). São Francisco de Sales dizia que “um cristão triste é um triste cristão”. A alegria verdadeira brota de um coração puro, que ama a Deus e ao próximo, tem a consciência tranquila e sabe que está nas mãos do Senhor.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Procuremos alcançar a sabedoria eterna

santamonica2jpg

Um belo testemunho de santo Agostinho sobre sua mãe

Estando bem perto o dia em que ela deixaria esta vida – dia que conhecias e que ignorávamos – aconteceu por oculta disposição tua, como penso, que eu e ela estivéssemos sentados sozinhos perto da janela que dava para o jardim da casa onde nos tínhamos hospedado, lá junto de Óstia Tiberina. Ali, longe do povo, antes de embarcarmos, nos refazíamos da longa viagem.

Falávamos a sós, com muita doçura e, esquecendo-nos do passado, com os olhos no futuro, indagávamos entre nós sobre a verdade presente, quem és tu, como seria a futura vida eterna dos santos, que olhos não viram, nem ouvidos ouviram nem subiu ao coração do homem(cf. 1Cor 2,9). Mas ansiávamos com os lábios do coração pelas águas celestes de tua fonte, fonte da vida que está junto de ti.

O Filho da Viúva de Naim

Resultado de imagem para O Filho da Viúva de Naim
11. No dia seguinte dirigiu-se Jesus a uma cidade chamada Naim. Iam com ele diversos discípulos e muito povo.
12. Ao chegar perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto a ser sepultado, filho único de uma viúva; acompanhava-a muita gente da cidade.
13. Vendo-a o Senhor, movido de compaixão para com ela, disse-lhe: Não chores!
14. E aproximando-se, tocou no esquife, e os que o levavam pararam. Disse Jesus: Moço, eu te ordeno, levanta-te.
15. Sentou-se o que estivera morto e começou a falar, e Jesus entregou-o à sua mãe.
16. Apoderou-se de todos o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta surgiu entre nós: Deus voltou os olhos para o seu povo.
17. A notícia deste fato correu por toda a Judéia e por toda a circunvizinhança.
Lucas  7,  11-17

O Servo do Centurião

Resultado de imagem para O Servo do Centurião
1. Tendo Jesus concluído todos os seus discursos ao povo que o escutava, entrou em Cafarnaum.
2. Havia lá um centurião que tinha um servo a quem muito estimava e que estava à morte.
3. Tendo ouvido falar de Jesus, enviou-lhe alguns anciãos dos judeus, rogando-lhe que o viesse curar.
4. Aproximando-se eles de Jesus, rogavam-lhe encarecidamente: Ele bem merece que lhe faças este favor,
5. pois é amigo da nossa nação e foi ele mesmo quem nos edificou uma sinagoga.

És Cristão?

apolonio-de-tiana

Veja neste diálogo um testemunho de fé e de coragem de um dos cristãos dos primeiros séculos da Igreja…

Após o primeiro martírio dos cristãos sob o imperador Nero, no ano 185, em Roma, o filósofo cristão Apolônio será executado por ser cristão, depois de se defender diante do procônsul Perennius, que lhe pedira para fazer sacrifício aos deuses e a estátua do imperador Cômodo:

O procônsul Perennius: “És um cristão?”

Apolônio: “Sim, eu sou um cristão. Eu amo e temo a Deus que fez o céu e a terra, o mar e tudo que neles há(…)”

O procônsul: “Considerando o decreto do Senado, eu te aconselho a abjurar de tua fé. Então, ao honrares e adorares nossos deuses, como todos, irás continuar a viver entre nós”.

Apolônio: “Eu conheço o decreto do Senado, Perennius. Mas eu sirvo o meu Deus, não ídolos feitos por mãos humanas. (…) É ao Deus do céu que eu sirvo, a ele só que eu amo. Ele soprou em cada ser uma alma viva, e é ele quem as mantém vivas a cada dia. Não, eu nunca me violentaria desta forma, Perennius, nem me curvaria diante de teus brinquedos! (…)”

O procônsul: “Apolônio, o decreto do Senado proíbe que sejamos cristãos”.

Apolônio: “O decreto do homem não prevalece sobre decreto de Deus. Quanto mais tu matares, em nome da justiça e das leis, estes, os inocentes que são os fiéis, mais Deus os aumentará em número”.

Anônimo Atos de Apolônio

Fonte: http://cleofas.com.br/es-cristao/

Missão dos Doze Apóstolos

Resultado de imagem para Missão dos doze Apóstolos
1. Reunindo Jesus os doze apóstolos, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para curar enfermidades.
2. Enviou-os a pregar o Reino de Deus e a curar os enfermos.
3. Disse-lhes: Não leveis coisa alguma para o caminho, nem bordão, nem mochila, nem pão, nem dinheiro, nem tenhais duas túnicas.
4. Em qualquer casa em que entrardes, ficai ali até que deixeis aquela localidade.
5. Onde ninguém vos receber, deixai aquela cidade e em testemunho contra eles sacudi a poeira dos vossos pés.
6. Partiram, pois, e percorriam as aldeias, pregando o Evangelho e fazendo curas por toda parte.
Lucas  9,  1-6           Mateus  10,  5-14      Marcos   6,  7-13

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A Filha de Jairo

Resultado de imagem para A Filha de Jairo

40. À sua volta, Jesus foi recebido por uma multidão que o esperava.
41. O chefe da sinagoga, chamado Jairo, foi ao seu encontro. Lançou-se a seus pés e rogou-lhe que fosse à sua casa,
42. porque tinha uma filha única, de uns doze anos, que estava para morrer. Jesus dirigiu-se para lá, comprimido pelo povo.
43. Ora, uma mulher que padecia dum fluxo de sangue havia doze anos, e tinha gasto com médicos todos os seus bens, sem que nenhum a pudesse curar,

Ásia…

Resultado de imagem para ásia paisagens

…berço de religiões: as religiões abraâmicas

O continente asiático é conhecido por sua rica diversidade de culturas, e foi neste local próspero culturalmente que algumas das mais importantes religiões da História surgiram. Normalmente costuma-se dizer que os orientais estão mais próximos da vida espiritual, de certa forma isso é verdade, mas teria sido essa aproximação com a fé e a religiosidade que levou algumas religiões a alcançarem patamares globais? Os povos ocidentais possuíam suas religiões, mas ao longo da História eles acabaram sendo influenciados por algumas religiões orientais principalmente o Cristianismo, o Islamismo e o Budismo. Neste texto a proposta foi apresentar um breve relato acerca de algumas das mais importantes religiões asiáticas.

O possesso e os porcos

Resultado de imagem para O possesso e os porco
26. Navegaram para a região dos gerasenos, que está defronte da Galiléia.
27. Mal saltou em terra, veio-lhe ao encontro um homem dessa região, possuído de muitos demônios; há muito tempo não se vestia nem parava em casa, mas habitava no cemitério.
28. Ao ver Jesus, prostrou-se diante dele e gritou em alta voz: Por que te ocupas de mim, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-te, não me atormentes!
29. Porque Jesus ordenara ao espírito imundo que saísse do homem. Pois há muito tempo que se apoderara dele, e guardavam-no preso em cadeias e com grilhões nos pés, mas ele rompia as cadeias e era impelido pelo demônio para os desertos.

Por que é necessário fazer ação de graças após a comunhão?

Resultado de imagem para Por que é necessário fazer ação de graças após a comunhão?

Há quem diga não ser necessário fazer ação de graças depois de ter recebido a comunhão. Se a celebração eucarística já é, como indica a palavra grega εὐχαριστία, uma "ação de graças", não seria essa prática repetir o que já foi feito na Missa?
O que está em questão, na verdade, mais do que um "jogo de palavras", são a natureza do sacramento da Eucaristia e como ele age na alma dos que o recebem. Segundo Santo Tomás de Aquino, "este sacramento produz em relação à vida espiritual o efeito que a comida e a bebida materiais produzem a respeito da vida corporal" (S. Th., III, q. 79, a. 1).

Dez ensinamentos de Santo Agostinho sobre o Demônio

santoagostinho_1

1 – O Demônio não pode fazer mais do que lhe é permitido por Deus.

2 – Fecha a porta para que não entre o tentador. Ele não deixa de chamar, mas se vê que a porta está fechada vai em frente. Só entra quando te esqueces de fechá-la ou não a fechas com segurança.

3 – O demônio não influência nem seduz ninguém se não encontra terreno propício. Quando o homem ambiciona uma coisa; sua concupiscência legítima as sugestões do demônio. Quando um homem teme algo, o medo abre uma brecha em sua alma pela qual se infiltram suas insinuações. Por essas duas portas, a concupiscência e o medo, o demônio se apodera do homem.

4 – Não culpes o demônio por tudo que vai mal. Muitas vezes o homem é seu próprio demônio.

5 – O homem não come o trigo sem triturá-lo para fazer o pão. Assim, o demônio não subjuga ninguém sem antes tê-lo abatido pela tribulação. Abate para subjugar. Quando fores açoitado pela tribulação, permanece íntegro como o grão e não te perturbes.

6 – O diabo não tem poder para dominar, mas tem astúcia para persuadir.

7 – A inveja é filha e escrava do orgulho. Por esses dois vícios, orgulho e inveja, o demônio é o que é.

8 – Como te livras de um homem? Evitando-o. Como podes livrar-te do demônio? Orando contra ele. Tuas orações são a seta que o mantém na raia.

9 – Em vão se ufana um homem, pretendendo vingar-se de outro homem. Enquanto procura vencer publicamente o adversário, é vencido pelo demônio.

10 – O demônio é como um cão preso na coleira, Cristo o prendeu; só morde quem dele se aproxima.

Somente no “sim” a Deus, somos completamente livres

Resultado de imagem para Jesus no Getsêmani

A catequese de Bento XVI durante a Audiência Geral

CIDADE DO VATICANO, 01 de fevereiro de 2012(ZENIT.org) – Publicamos a seguir a catequese de Bento XVI, realizada esta manhã, durante a Audiência Geral, na Sala Paulo VI.

***

Queridos irmãos e irmãs

Hoje gostaria de falar sobre a oração de Jesus no Getsêmani, no Horto das Oliveiras. O cenário da narração evangélica desta oração é particularmente significativo. Jesus parte para o Monte das Oliveiras, depois da Última Ceia, enquanto reza com os seus discípulos. Narra o Evangelista Marcos: “E, tendo cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras”(Marcos 14,26). Faz alusão provavelmente ao canto de alguns Salmos do Hallel com os quais se agradece a Deus pela libertação do povo da escravidão e se pede ajuda para as dificuldades e ameaças sempre novas do presente. O percurso até o Getsêmani é composto por expressões de Jesus que torna iminente seu destino de morte e anunciam a impendente dispersão dos discípulos.

O Sermão da Montanha

Resultado de imagem para O Sermão da Montanha
20. Então ele ergueu os olhos para os seus discípulos e disse: Bem-aventurados vós que sois pobres, porque vosso é o Reino de Deus!
21. Bem-aventurados vós que agora tendes fome, porque sereis fartos! Bem-aventurados vós que agora chorais, porque vos alegrareis!
22. Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, vos expulsarem, vos ultrajarem, e quando repelirem o vosso nome como infame por causa do Filho do Homem!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Escolha dos 12 Apóstolos

Resultado de imagem para Escolha dos 12 Apóstolos
12. Naqueles dias, Jesus retirou-se a uma montanha para rezar, e passou aí toda a noite orando a Deus.
13. Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos:
14. Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu,
15. Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador;
16. Judas, irmão de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor.
17. Descendo com eles, parou numa planície. Aí se achava um grande número de seus discípulos e uma grande multidão de pessoas vindas da Judéia, de Jerusalém, da região marítima, de Tiro e Sidônia, que tinham vindo para ouvi-lo e ser curadas das suas enfermidades.
18. E os que eram atormentados dos espíritos imundos ficavam livres.
19. Todo o povo procurava tocá-lo, pois saía dele uma força que os curava a todos.
Lucas  6,  12-19 Mateus  10,  1-4; 12,  15-21 Marcos  3,  13-19

Fotos Que Capturam O Sol De Maneira Mágica!

Estas imagens coordenadas com o sol são tão incríveis que vão lhe tirar o fôlego. Todas as fotos foram tiradas no momento e no lugar certo, sem quaisquer ferramentas ou câmera especiais - apenas com muita paciência! Nós já fizemos outra série de fotos deste tipo, mas estas aqui são imperdíveis!

Fotos Que Capturam O Sol De Maneira Mágica!

Fonte

Os homens a quem o Céu obedece

53pedro

Será que existem esses homens? É claro que existem, e por vontade do próprio Deus. Hoje, o primeiro deles, é aquele que escolheu o nome de Francisco, o nosso querido Papa.

Quando Jesus instituiu a Sua Igreja – uma sociedade humana e divina – deu a seu chefe visível e humano, o poder de fazer o céu ligar o que ele ligasse aqui na Terra. E ninguém pode questionar isso, pois foi determinação do próprio Filho de Deus. Ele o quis, quem pode contestá-lo? Ele disse a Pedro, o primeiro Papa, explicitamente, com todas as letras, o que vale, é claro, para os seus sucessores:

Dez conselhos de Bento XVI aos jovens

jesus-e-jovem-680x537

1. Conversar com Deus

“Algum de vós poderia, talvez, identificar-se com a descrição que Edith Stein fez da sua própria adolescência, ela, que viveu depois no Carmelo de Colônia: ‘Tinha perdido, consciente e deliberadamente, o costume de rezar’. Durante estes dias podereis recuperar a experiência vibrante da oração como diálogo com Deus, porque sabemos que nos ama e, a quem, por sua vez, queremos amar”.

2. Contar-lhe as penas e alegrias

“Abri o vosso coração a Deus. Deixe-vos surpreender por Cristo. Dai-lhe o ‘direito de vos falar’ durante estes dias. Abri as portas da vossa liberdade ao seu amor misericordioso. Apresentai as vossas alegrias e as vossas penas a Cristo, deixando que ele ilumine, com a Sua luz, a vossa mente e toque com a sua graça o vosso coração”.

A Igreja e o Ministério da Palavra de Deus

bible1420680

Na história, a Igreja é o sacramento universal da salvação e da vida que vem de Deus. O próprio Deus a reúne de todos os povos revelando-lhes o mistério da sua vontade, para acolher todos os homens na comunhão Consigo, no Espirito Santo, através de seu Filho.

Deste mistério, Cristo é o intermediário e ao mesmo tempo a plenitude, o sacerdote, o profeta, o Alfa e o Omega. Sobretudo n’Ele Deus detém-se com os homens como com amigos, depois de ter falado muitas vezes e de muitos modos.

A Evangelização dos Índios no Brasil

indios

O objetivo desta comunicação é focalizar a Igreja e a Evangelização dos índios no Brasil.

Ninguém melhor do que o Papa João Paulo II para mostrar o autêntico significado deste memorável acontecimento. Assim se expressou S. S.: “O que a Igreja se dispõe a celebrar é a evangelização: a chegada e proclamação da fé e da mensagem de Jesus, a implantação e o desenvolvimento da Igreja, realidades esplêndidas e permanentes que não se podem negar nem menosprezar. Ela se dispõe a celebrá-la no sentido mais profundo e teológico do termo: como se celebra Jesus Cristo, Senhor da História, o primeiro e o maior Evangelizador, já que Ele mesmo é o Evangelizador de Deus”1.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Nossa Senhora Mãe da Eucaristia

Resultado de imagem para nossa senhora da eucaristia gif

História … Leia AQUI

Deus vai atender o seu pedido de oração

Resultado de imagem para Deus vai atender o seu pedido de oração

Convido você a pegar a Palavra de Deus no livro de Isaías: “Porque o povo habitará em Sião, em Jerusalém; não chorarás mais; certamente se compadecerá de ti, à voz do teu clamor e, ouvindo-a, te responderá” (Is 30,19).
Deus está interessado em ouvir o seu clamor, a sua súplica. Proclamo que o Senhor vai ouvir a sua oração.
Neste tempo quaresmal de conversão, a Igreja nos pede jejum, caridade e oração. O céu está aberto para ouvir a sua súplica e atendê-la.
Convido você, agora, a abrir sua Bíblia no livro de Atos dos Apóstolos, capítulo 16 e versículos de 11 a 40.

A Tempestade acalmada

Resultado de imagem para A tempestade acalmada

22. Num daqueles dias ele subiu com os seus discípulos a uma barca. Disse ele: Passemos à outra margem do lago. E eles partiram.
23. Durante a travessia, Jesus adormeceu. Desabou então uma tempestade de vento sobre o lago. A barca enchia-se de água, e eles se achavam em perigo.
24. Aproximaram-se dele então e o despertaram com este grito: Mestre, Mestre! Nós estamos perecendo! Levantou-se ele e ordenou aos ventos e à fúria da água que se acalmassem; e se acalmaram e logo veio a bonança. 25 Perguntou-lhes, então: Onde está a vossa fé? Eles, cheios de respeito e de profunda admiração, diziam uns aos outros: Quem é este, a quem os ventos e o mar obedecem?

Lucas  8,  22-25       Mateus  8,  18-23-27     Marcos  4,  35-41

Olhe para as montanhas e eleve sua alma

IMG_5299“Uma alma que se eleva, eleva o mundo inteiro.” Beata Elisabeth Leseur

O que podemos aprender com as montanhas?

Primeiro, de um ponto de vista científico, devemos entender que existe diferença entre montes, montanhas, serras, cordilheiras… Cada qual com suas características; são umas das mais belas criações de Deus, e ajudam a formar o nosso mundo geográfico, geologicamente falando. As denominações mais antigas indicavam as montanhas como conjuntos de montes, que, por sua vez, seriam elevações consideráveis do terreno. No entanto, hoje não iremos nos ater em definições, mas em que nos representam visualmente.

Cura de um Homem de Mão Seca

Resultado de imagem para Cura de um Homem de Mão Seca
6. Em outro dia de sábado, Jesus entrou na sinagoga e ensinava. Achava-se ali um homem que tinha a mão direita seca.
7. Ora, os escribas e os fariseus observavam Jesus para ver se ele curaria no dia de sábado. Eles teriam então pretexto para acusá-lo.
8. Mas Jesus conhecia os pensamentos deles e disse ao homem que tinha a mão seca: Levanta-te e põe-te em pé, aqui no meio. Ele se levantou e ficou em pé.
9. Disse-lhes Jesus: Pergunto-vos se no sábado é permitido fazer o bem ou o mal; salvar a vida, ou deixá-la perecer.
10. E relanceando os olhos sobre todos, disse ao homem: Estende tua mão. Ele a estendeu, e foi-lhe restabelecida a mão.
11. Mas eles encheram-se de furor e indagavam uns aos outros o que fariam a Jesus.
Lucas   6,  6-11     Mateus  12,  9-14     Marcos  3,  1-6

O Tempo das Catacumbas

catacumbaas

As catacumbas são cemitérios gigantescos, subterrâneos, onde gerações de cristãos enterraram seus mortos. As mais importantes estão em Roma, mas as encontramos também em Nápoles, Siracusa, na África, Egito e Ásia Menor. As mais antigas de Roma são as grutas vaticanas, do século I, Comodila, Domitila, Giovani, Panfilo, São Sebastião, Santa Priscila, Santa Domitila, Santos Marcelino e Pedro, Santa Sabrina e São Calisto. Os cristãos preferiam sepultar os seus mortos ao invés de incinerá-los como faziam os romanos, pois a tradição bíblica nunca falou em cremação, embora esta seja hoje permitida pela Igreja, desde que não seja para desafiar a fé na ressurreição (cf. CIC §2301).

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Ato de Consagração à Santíssima Virgem Maria

Imagem relacionada

Segue o texto integral do Ato de Consagração a Santíssima Virgem Maria, lido pelo papa João Paulo II e por todos os 1500 bispos presentes ao final da missa na praça de São Pedro por ocasião do Jubileu dos Bispos.

1. ‘Mulher, eis aí o teu filho'(Jo 19,26). Enquanto nos aproximamos do final deste Ano Jubilar, em que tu, Mãe, nos ofereceu de novo a Jesus, o fruto bendito de teu puríssimo ventre, o Verbo feito carne, o Redentor do mundo, ressoa com especial doçura para nós esta palavra tua que nos conduz até a ti , ao se fazer Mãe nossa: ‘Mulher, eis aí o teu filho’ Ao encomendar-te ao apóstolo João, e com ele os filhos da Igreja, mas ainda a todos os homens, Cristo não atenuava, mas confirmava, seu papel exclusivo como Salvador do mundo. Tu eras esplendor que não faz sombras à luz de Cristo, porque vives Nele e para Ele. Tudo em ti é ‘fiat’. Tu és a Imaculada, és transparência e plenitude de graça. Aqui estamos, pois, teus filhos, reunidos em torno a ti às portas do novo milênio. Hoje a Igreja com a voz do Sucessor de Pedro, a que se unem tantos Pastores provenientes de todas as partes do mundo, busca amparo debaixo de tua materna proteção, e implora confiante tua intercessão diante dos desafios ocultos do futuro.

As Espigas Colhidas no dia de Sábado

Resultado de imagem para As Espigas Colhidas no dia de Sábado
1. Em dia de sábado, Jesus atravessava umas plantações; seus discípulos iam colhendo espigas (de trigo), as debulhavam na mão e comiam.
2. Alguns dos fariseus lhes diziam: Por que fazeis o que não é permitido no sábado?
3. Jesus respondeu: Acaso não tendes lido o que fez Davi, quando teve fome, ele e os seus companheiros;
4. como entrou na casa de Deus e tomou os pães da proposição e deles comeu e deu de comer aos seus companheiros, se bem que só aos sacerdotes era permitido comê-los?
5. E ajuntou: O Filho do Homem é senhor também do sábado.
Lucas  6,  1-5          Mateus   12,  1-8    Marcos  2,  23-28

Qual a diferença entre anjos e arcanjos?

65793gr

Veja o que explica um grande santo e doutor da Igreja

A palavra anjo indica o ofício, não a natureza.

É preciso saber que a palavra anjo indica o ofício, não a natureza. Pois estes santos espíritos da pátria celeste são sempre espíritos, mas nem sempre podem ser chamados anjos, porque somente são anjos quando por eles é feito algum anúncio. Aqueles que anunciam fatos menores são ditos anjos; os que levam as maiores notícias, arcanjos. Foi por isto que à Virgem Maria não foi enviado um anjo qualquer, mas o arcanjo Gabriel; para esta missão, era justo que viesse o máximo anjo para anunciar a máxima notícia. Por este motivo também a eles são dados nomes especiais para designar, pelo vocábulo, seu poder na ação. Naquela santa cidade, onde há plenitude da ciência pela visão do Deus onipotente, não precisam de nomes próprios para se distinguirem uns dos outros. Mas quando vêm até nós para cumprir uma missão, trazem também entre nós um nome derivado desta missão. Assim Miguel significa: “Quem como Deus?”; Gabriel, “Força de Deus”; e Rafael, “Deus cura”.

Todas as vezes que se trata de grandes feitos, diz-se que Miguel é enviado, porque pelo próprio nome e ação dá-se a entender que ninguém pode por si mesmo fazer o que Deus quer destacar. Por isto, o antigo inimigo, que por soberba cobiçou ser igual a Deus, dizendo: Subirei ao céu, acima dos astros do céu erguerei meu trono, serei semelhante ao Altíssimo ( cf. Is 14,13-14), no fim do mundo, quando será abandonado às próprias forças para ser destruído no extremo suplício, pelejará com o arcanjo Miguel, como diz João: Houve uma luta com Miguel arcanjo (Ap 12,7).

A Maria é enviado Gabriel, que significa “Força de Deus”. Vinha anunciar aquele que se dignou aparecer humilde para combater as potestades do ar. Portanto devia ser anunciado pela força de Deus o Senhor dos exércitos que vinha poderoso no combate. Rafael, como dissemos, significa “Deus cura”, porque ao tocar nos olhos de Tobias como que num ato de cura, lavou as trevas de sua cegueira. Quem foi enviado a curar, com justiça se chamou “Deus cura”.

Das Homilias sobre os Evangelhos, de São Gregório Magno, papa
(Hom. 34,8-9: PL 76,1250-1251)
(Séc. VI)

A mãe e os irmãos de Jesus

Resultado de imagem para A mãe e os irmãos de Jesus

19. A mãe e os irmãos de Jesus foram procurá-lo, mas não podiam chegar-se a ele por causa da multidão.
20. Foi-lhe avisado: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e desejam ver-te.
21. Ele lhes disse: Minha mãe e meus irmãos são estes, que ouvem a palavra de Deus e a observam.

Lucas  8,  19-21     Mateus  12,  46-50    Marcos  3,  31-35

Por que Deus nos fez livres, mas podendo pecar?

tumblr_l3f3yzGeuf1qacrfzo1_400

Algumas pessoas me perguntam: por que Deus nos fez livres, sabendo que o homem iria usar mal dessa liberdade e cometeria o pecado? Essa questão é muito importante.

Para nos fazer belos, criados “à sua imagem e semelhança” (Gn 1,26), Deus nos dotou de muitos dons que não deu aos animais: antes de tudo as mãos e a inteligência. Com as mãos construímos o que a inteligência elaborou. E ainda nos deu a liberdade, vontade, memória, inteligência, consciência, capacidade de amar, cantar, sorrir, chorar… Nenhum irracional tem isso.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Vocação de Levi - Sobre o jejum

Resultado de imagem para Vocação de Levi  - Sobre o jejum
27. Depois disso, ele saiu e viu sentado ao balcão um coletor de impostos, por nome Levi, e disse-lhe: Segue-me.
28. Deixando ele tudo, levantou-se e o seguiu.
29. Levi deu-lhe um grande banquete em sua casa; vários desses fiscais e outras pessoas estavam sentados à mesa com eles.
30. Os fariseus e os seus escribas puseram-se a criticar e a perguntar aos discípulos: Por que comeis e bebeis com os publicanos e pessoas de má vida?

Parábola do Semeador

Resultado de imagem para parábola do semeador
4. Havia se reunido uma grande multidão: eram pessoas vindas de várias cidades para junto dele. Ele lhes disse esta parábola:
5. Saiu o semeador a semear a sua semente. E ao semear, parte da semente caiu à beira do caminho; foi pisada, e as aves do céu a comeram.
6. Outra caiu no pedregulho; e, tendo nascido, secou, por falta de umidade.
7. Outra caiu entre os espinhos; cresceram com ela os espinhos, e sufocaram-na.
8. Outra, porém, caiu em terra boa; tendo crescido, produziu fruto cem por um. Dito isto, Jesus acrescentou alteando a voz: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Piedosas Mulheres acompanham Jesus

Resultado de imagem para Piedosas Mulheres acompanhavam Jesus
1. Depois disso, Jesus andava pelas cidades e aldeias anunciando a boa nova do Reino de Deus.
2. Os Doze estavam com ele, como também algumas mulheres que tinham sido livradas de espíritos malignos e curadas de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual tinham saído sete demônios;
3. Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes; Susana e muitas outras, que o assistiram com as suas posses.
Lucas   8,  1-3

A Cura de um Paralítico

Resultado de imagem para cura de um paralitico
17. Um dia estava ele ensinando. Ao seu derredor estavam sentados fariseus e doutores da lei, vindos de todas as localidades da Galiléia, da Judéia e de Jerusalém. E o poder do Senhor fazia-o realizar várias curas.
18. Apareceram algumas pessoas trazendo num leito um homem paralítico; e procuravam introduzi-lo na casa e pô-lo diante dele.
19. Mas não achando por onde o introduzir, por causa da multidão, subiram ao telhado e por entre as telhas o arriaram com o leito ao meio da assembléia, diante de Jesus.
20. Vendo a fé que tinham, disse Jesus: Meu amigo, os teus pecados te são perdoados.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

A história de Sansão (Jz 13-16)

SA1E521

Sansão foi um dos grandes Juízes, um dos chefes que Deus suscitou ao seu povo no período entre a morte de Josué, conquistador da terra de Canaã (1200 a.C.), e o início da monarquia (1020 a.C.).

Como não havia governo organizado em Israel nessa época, os cananeus vizinhos aproveitavam-se disso para atacar e oprimir o povo. Nas ocasiões de maior tribulação, acontecia que o Senhor infundia a um israelita coragem e poder extraordinários, a fim de que vencesse os inimigos.

Cura de Um Leproso

Resultado de imagem para Cura de Um Leproso

12. Estando ele numa cidade, apareceu um homem cheio de lepra. Vendo Jesus, lançou-se com o rosto por terra e lhe suplicou: Senhor, se queres, podes limpar-me.
13. Jesus estendeu a mão, tocou-o e disse: Eu quero; sê purificado! No mesmo instante desapareceu dele a lepra.
14. Ordenou-lhe Jesus que o não contasse a ninguém, dizendo-lhe, porém: Vai e mostra-te ao sacerdote, e oferece pela tua purificação o que Moisés prescreveu, para lhes servir de testemunho.
15. Entretanto, espalhava-se mais e mais a sua fama e concorriam grandes multidões para o ouvir e ser curadas das suas enfermidades.
16. Mas ele costumava retirar-se a lugares solitários para orar.

Lucas  5,  12-16    Mateus  1-4   Marcos  1,   40-45

Deus é um Pai que nos educa

caminhando-com-jesus

“Ora, qual é o filho a quem seu pai não corrige.” (Hb 12,7)

Deus é nosso Pai, mas não é paternalista, isto é, Ele nos corrige quando é necessário a fim de chegarmos à perfeição que deseja para nós. A Carta aos Hebreus explica isso muito bem:

“Filho meu, não desprezes a correção do Senhor. Não desa­nimes, quando repreendido por ele; pois o Senhor corrige a quem ama e castiga todo aquele que reconhece por seu filho.” (Hb 12, 5-6)

“Estais sendo provados para a vossa correção: é Deus que vos trata como filhos (…) se permanecêsseis sem a correção que é comum a todos, seríeis bastardos e não filhos legítimos.” (Hb 12,7-8)

A Pecadora Perdoada

Resultado de imagem para A Pecadora Perdoada
36. Um fariseu convidou Jesus a ir comer com ele. Jesus entrou na casa dele e pôs-se à mesa.
37. Uma mulher pecadora da cidade, quando soube que estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro cheio de perfume;
38. e, estando a seus pés, por detrás dele, começou a chorar. Pouco depois suas lágrimas banhavam os pés do Senhor e ela os enxugava com os cabelos, beijava-os e os ungia com o perfume.
39. Ao presenciar isto, o fariseu, que o tinha convidado, dizia consigo mesmo: Se este homem fosse profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que o toca, pois é pecadora.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Criacionismo

Resultado de imagem para criacionismo
O criacionismo é a crença religiosa de que o universo e a vida se originou "de atos específicos de criação divina ",em oposição à conclusão científica que surgiu através de processos naturais. O primeiro uso do termo "criacionista" para descrever um defensor do criacionismo é encontrado em uma carta 1856 de Charles Darwin descrever aqueles que opôs por motivos religiosos para a ciência emergente da evolução.

Pescaria Milagrosa

Resultado de imagem para Pescaria Milagrosa

1. Estando Jesus um dia à margem do lago de Genesaré, o povo se comprimia em redor dele para ouvir a palavra de Deus.
2. Vendo duas barcas estacionadas à beira do lago, - pois os pescadores haviam descido delas para consertar as redes -,
3. subiu a uma das barcas que era de Simão e pediu-lhe que a afastasse um pouco da terra; e sentado, ensinava da barca o povo.
4. Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar.
5. Simão respondeu-lhe: Mestre, trabalhamos a noite inteira e nada apanhamos; mas por causa de tua palavra, lançarei a rede.
6. Feito isto, apanharam peixes em tanta quantidade, que a rede se lhes rompia.

Como escolher uma esposa

tumblr_m04k0sH1os1qmrsvbo1_500

Eis os trechos principais de uma homilia de São João Crisóstomo, doutor da Igreja (349-407), que foi Patriarca de Constantinopla, publicada na seleção “On Marriage & Family Life” (pp. 89-114). A tradução para o inglês é de Catherine P. Roth e David Anderson e a editora é a St.Vladimir´s Seminary Press (Crestwood, Nova York, 2003).

1) Portanto, quando fordes escolher uma esposa, não examineis somente as leis do Estado, mas, antes, examineis as leis da Igreja. Deus não vos julgará no último dia segundo as leis do Estado, mas segundo Suas leis.

2) Não é mesmo uma tolice? Quando estamos sob ameaça de perder dinheiro, tomamos todos os cuidados possíveis, mas quando nossa alma está sob risco de ser eternamente punida, nem ao menos prestamos atenção.

Deus e a liberdade humana

O_OLHAR_DO_TE_LOGO_C_pia

Deus não ofusca e nem desrespeita a nossa liberdade, de modo que quem o quiser seguir não o faça por conveniência, mas por convicção

O Catecismo da Igreja começa dizendo que “Deus, infinitamente Perfeito e Bem- aventurado em sim mesmo, em um desígnio de pura bondade, criou livremente o homem para fazê-lo participar de sua vida bem aventurada” (§1). Bem-aventurança quer dizer felicidade. Deus nos criou para sermos felizes “forever”, para sempre. O Catecismo da minha Primeira Comunhão dizia: “Deus nos criou para o amar, louvar e servir nesta vida, e gozar com Ele para sempre na outra”.

Jesus e João Batista

Resultado de imagem para Jesus e João Batista
18. Os discípulos de João referiram-lhe todas estas coisas.
19. E João chamou dois dos seus discípulos e enviou-os a Jesus, perguntando: És tu o que há de vir ou devemos esperar por outro?
20. Chegando estes homens a ele, disseram: João Batista enviou-nos a ti, perguntando: És tu o que há de vir ou devemos esperar por outro?
21. Ora, naquele momento Jesus havia curado muitas pessoas de enfermidades, de doenças e de espíritos malignos, e dado a vista a muitos cegos.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Cura da Sogra de Pedro

Resultado de imagem para Cura da Sogra de Pedro

38. Saindo Jesus da sinagoga, entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava com febre alta; e pediram-lhe por ela.
39. Inclinando-se sobre ela, ordenou ele à febre, e a febre deixou-a. Ela levantou-se imediatamente e pôs-se a servi-los.
40. Depois do pôr-do-sol, todos os que tinham enfermos de diversas moléstias lhos traziam. Impondo-lhes a mão, os sarava.
41. De muitos saíam os demônios, aos gritos, dizendo: Tu és o Filho de Deus. Mas ele repreendia-os severamente, não lhes permitindo falar, porque sabiam que ele era o Cristo.
42. Ao amanhecer, ele saiu e retirou-se para um lugar afastado. As multidões o procuravam e foram até onde ele estava e queriam detê-lo, para que não as deixasse.
43. Mas ele disse-lhes: É necessário que eu anuncie a boa nova do Reino de Deus também às outras cidades, pois essa é a minha missão.
44. E andava pregando nas sinagogas da Galiléia.

Lucas   4,  38-44    Mateus  9,  14-22   Marcos  1,  29-38

Índice Por Categorias


Carregando...

Google+ Followers