Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Postagem em destaque

A Igreja e a sociedade

Imagem
por Marcelo Barros* A Sociedade atual e as Igrejas A sociedade contemporânea é marcada pela diversidade cultural e por seu caráter laical. Isso é bom e necessário para uma boa convivência de todos. De fato, não há sentido em uma religião querer dar normas morais ou pretender dominar a sociedade. No entanto, muitas vezes, o caráter laical da sociedade tem como expressão a tendência de restringir a religião ao âmbito privado da consciência de cada um. Isso vai contra a natureza de todas as religiões antigas que vêm de sociedades gregárias e se expressam sempre em formas comunitárias. Uma sociedade pluralista pode ser laica sem ser anti-religiosa e deve se abrir a todas as dimensões culturais dos diversos grupos, inclusive suas expressões religiosas. O importante é que todos os grupos religiosos se respeitem uns aos outros e se insiram na sociedade como colaboradores das melhores causas da humanidade. No caso das Igrejas cristãs, a proposta do evangelho é que os discípulos e discípula

A morte de São José: misteriosa, mas a mais sublime que se pode imaginar

Imagem
Pode haver melhor passagem para a vida eterna do que entre os braços de Jesus e de Maria? Não há registros documentais da morte de São José, mas é comumente aceito que ele faleceu antes do início da vida pública de Jesus. Nos primeiros séculos da Igreja, conforme narra Isidoro de Isolanis, costumava-se ler nas igrejas do Oriente, todo dia 19 de março, uma narração solene da morte do pai adotivo do Filho de Deus:

És Cristão?

Imagem
Veja neste diálogo um testemunho de fé e de coragem de um dos cristãos dos primeiros séculos da Igreja… Após o primeiro martírio dos cristãos sob o imperador Nero, no ano 185, em Roma, o filósofo cristão Apolônio será executado por ser cristão, depois de se defender diante do procônsul Perennius, que lhe pedira para fazer sacrifício aos deuses e a estátua do imperador Cômodo: O procônsul Perennius: “És um cristão?” Apolônio: “Sim, eu sou um cristão. Eu amo e temo a Deus que fez o céu e a terra, o mar e tudo que neles há(…)” O procônsul: “Considerando o decreto do Senado, eu te aconselho a abjurar de tua fé. Então, ao honrares e adorares nossos deuses, como todos, irás continuar a viver entre nós”. Apolônio: “Eu conheço o decreto do Senado, Perennius. Mas eu sirvo o meu Deus, não ídolos feitos por mãos humanas. (…) É ao Deus do céu que eu sirvo, a ele só que eu amo. Ele soprou em cada ser uma alma viva, e é ele quem as mantém vivas a cada dia. Não, eu nunca me violentaria desta forma,

A Igreja e o Ministério da Palavra de Deus

Imagem
Na história, a Igreja é o sacramento universal da salvação e da vida que vem de Deus. O próprio Deus a reúne de todos os povos revelando-lhes o mistério da sua vontade, para acolher todos os homens na comunhão Consigo, no Espirito Santo, através de seu Filho. Deste mistério, Cristo é o intermediário e ao mesmo tempo a plenitude, o sacerdote, o profeta, o Alfa e o Omega. Sobretudo n’Ele Deus detém-se com os homens como com amigos, depois de ter falado muitas vezes e de muitos modos.

A Evangelização dos Índios no Brasil

Imagem
O objetivo desta comunicação é focalizar a Igreja e a Evangelização dos índios no Brasil. Ninguém melhor do que o Papa João Paulo II para mostrar o autêntico significado deste memorável acontecimento. Assim se expressou S. S.: “O que a Igreja se dispõe a celebrar é a evangelização: a chegada e proclamação da fé e da mensagem de Jesus, a implantação e o desenvolvimento da Igreja, realidades esplêndidas e permanentes que não se podem negar nem menosprezar. Ela se dispõe a celebrá-la no sentido mais profundo e teológico do termo: como se celebra Jesus Cristo, Senhor da História, o primeiro e o maior Evangelizador, já que Ele mesmo é o Evangelizador de Deus”1.

A história de Sansão (Jz 13-16)

Imagem
Sansão foi um dos grandes Juízes, um dos chefes que Deus suscitou ao seu povo no período entre a morte de Josué, conquistador da terra de Canaã (1200 a.C.), e o início da monarquia (1020 a.C.). Como não havia governo organizado em Israel nessa época, os cananeus vizinhos aproveitavam-se disso para atacar e oprimir o povo. Nas ocasiões de maior tribulação, acontecia que o Senhor infundia a um israelita coragem e poder extraordinários, a fim de que vencesse os inimigos.

Contra-Reforma

Imagem
Contra-Reforma Reação da Igreja Católica à Reforma Protestante e às pressões internas pela renovação das práticas e da atuação política do clero durante os séculos XVI e XVII. Em 1545, o papa Paulo III (1468-1549) convoca o Concílio de Trento e torna-se o primeiro papa da Contra-Reforma. Concílio de Trento Conselho que se reúne várias vezes, entre 1545 e 1563, para assegurar a disciplina eclesiástica e a unidade da fé. Confirma a presença de Cristo na eucaristia e combate a doutrina protestante a respeito dos sacramentos. Regula as obrigações do clero, a contratação de parentes para a Igreja e o excesso de luxo na vida dos religiosos. É instituído o índice de livros proibidos (Index Librorum Prohibitorum) com as obras que os católicos não poderiam ler, sob pena de excomunhão (expulsão da Igreja).

João Paulo II: virtudes de um Papa santo

Imagem
Por Pe. Francisco Faus Uma tocha de fé O instinto do povo não se enganava quando, desde o início do pontificado de João Paulo II, via no Papa Wojtyla um homem de Deus. A fé notava-se-lhe no calor sereno e viril da voz, no olhar profundo, afetuoso e calmo, na paz com que abraçava o seu serviço sacrificado e incansável e com que aceitava as adversidades, doenças e dores como vindas da mão de Deus. A fé, uma fé segura, sólida e feliz, pode-se dizer que lhe saía por todos os poros do corpo e da alma. Acreditava mesmo em Deus, acreditava mesmo em Jesus Cristo, único Salvador do mundo; acreditava plenamente no chamado de todos à salvação que está em Cristo Jesus; acreditava, com confiança de filho, na intercessão da santíssima Virgem Maria, em cujos braços maternos se abandonara muito cedo, declarando-se Totus tuus! -“Todo teu!”.

Civilização Hebraica

Imagem
Os hebreus são um povo nômade de origem semita que recebe posteriormente a denominação de judeu. Em 2000 a.C., sob a liderança do patriarca Abraão, os pastores hebreus migram da Mesopotâmia para a terra de Canaã, na Palestina. Em 1800 a.C., chefiados por Jacó, apelidado Israel (neto de Abraão), saem de Canaã e vão para o Egito, em 1700 a.C., onde são escravizados. Entre 1220 a.C. e 1180 a.C., voltam a Canaã em busca de um território guiados pelo patriarca Moisés, no episódio bíblico conhecido como Êxodo. De 1200 a.C. a 1010 a.C., as 12 tribos organizam-se numa confederação político-religiosa para defender seus santuários. A partir de 1010 a.C., o reino unificado expande-se, dominando todas as cidades-estados de Canaã. Em 926 a.C., divide-se nos reinos de Judá, ao sul (cuja capital é Jerusalém), e de Israel, ao norte, que voltam a se unir em 852 a.C. Em 586 a.C. são incorporados ao Império Babilônico e deportados para a Babilônia: inicia-se a diáspora judaica, a dispersão dos j

A Glória do Pai na face de Cristo

Imagem
A Igreja celebra hoje a Festa da Transfiguração do Senhor. Antes Pedro, Tiago e João, admirados, Jesus é transfigurado pelo Pai, que o envolve com a Nuvem, símbolo do Espírito Santo, glória e presença de Deus. Na glória de Jesus aparecem Moisés e Elias. E o Pai proclama: “Este é o meu Filho amado! Escutai-o! “Que realidades do céu podemos encontrar nesse Mistério tão impressionante? Eis alguns, para sua contemplação, meu caro Visitante:

Cáritas Espanha atende quase 1 milhão de pessoas

Imagem
Balanço de 2010 supera os 400 mil atendidos há sete anos MADRI, quinta-feira, 7 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Os efeitos sociais da crise na Espanha levaram a rede Cáritas – a organização de ajuda da Igreja Católica – a atender quase um milhão de pessoas. Esta foi a informação revelada pelo 6º Informe do Observatório da Realidade, divulgado nesta quarta-feira em Madri, no qual se constata que o número de respostas oferecidas em todo o país disparou nos últimos anos, ao passar de 400 mil pessoas atendidas em 2007 para 950 mil, em 2010. A maioria dos casos atendidos envolve famílias (74%), enquanto as pessoas sozinhas representam 24%.

Na SEMANA passada

Ostensório

Salmos: Para Dificuldades

Salmos: Bondade

Salmo: Para Meditação

Salmos: Para Louvor

Como se chama a mulher do fluxo de sangue (Mateus 9,12-22)?

Os Significados dos nomes dos “12 FILHOS DE JACÓ”