Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Postagem em destaque

A Igreja e a sociedade

Imagem
por Marcelo Barros* A Sociedade atual e as Igrejas A sociedade contemporânea é marcada pela diversidade cultural e por seu caráter laical. Isso é bom e necessário para uma boa convivência de todos. De fato, não há sentido em uma religião querer dar normas morais ou pretender dominar a sociedade. No entanto, muitas vezes, o caráter laical da sociedade tem como expressão a tendência de restringir a religião ao âmbito privado da consciência de cada um. Isso vai contra a natureza de todas as religiões antigas que vêm de sociedades gregárias e se expressam sempre em formas comunitárias. Uma sociedade pluralista pode ser laica sem ser anti-religiosa e deve se abrir a todas as dimensões culturais dos diversos grupos, inclusive suas expressões religiosas. O importante é que todos os grupos religiosos se respeitem uns aos outros e se insiram na sociedade como colaboradores das melhores causas da humanidade. No caso das Igrejas cristãs, a proposta do evangelho é que os discípulos e discípula

A Catequese é missionária

Imagem
No Dia Mundial das Missões o Papa João Paulo II, disse: “Uma Igreja, fechada em si mesma, sem abertura missionária, é uma Igreja incompleta ou está doente”. O mês de Outubro é dedicado as Missões. Você catequista é especialmente chamado a viver uma catequese missionária. Todos os cristãos são chamados a seguir aquilo que São Paulo diz: “Anunciar o Evangelho não é um título de glória para mim; pelo contrário, é uma necessidade que me foi imposta. Ai de mim se eu não anunciar o Evangelho” (ICor 9, 16).

Como era a Eucaristia no começo da Igreja?

Imagem
Evidentemente os textos mais importante sobre a presença real do corpo e do sangue do Senhor Jesus no pão e no vinho consagrados, são os textos dos Evangelhos (Mt 26,28; Mt 14, 24; Jo 6, 22-71; Mc 14, 22-24; Lc 22,19s; 1 Cor 11,23-26). No ano 56 São Paulo deixava claro aos coríntios que quem participasse indignadamente da Eucaristia, se tornaria réu do corpo e do sangue do Senhor. (1 Cor 11, 23-26) E as graves consequências desse pecado, indicadas pelo Apóstolo, mostram que a Eucaristia não é mero símbolo, mas presença real de Jesus na hóstia consagrada. Porventura o cálice de bênção que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos, não é porventura a comunhão com o corpo e Cristo? (1Cor 10,16-21)

O martírio das Carmelitas na Revolução Francesa

Imagem
A escritora Gertrud von le Fort mostrou em seu livro A ÚLTIMA AO CADAFALSO (Ed. Quadrante, SP), o quão perversa e sanguinária foi a Revolução Francesa (1789) que nada teve de “Igualdade, liberdade e fraternidade”, como se propaga, mas foi a encarnação diabólica do mal na França, especialmente contra a Igreja Católica. O texto abaixo mostra o assassinato covarde e revoltante de 16 irmãs carmelitas de Compiègne, na guilhotina, acusadas maldosamente de serem “subversivas” e inimigas da Revolução. Como, se eram enclausuradas? Foi o ódio de Satanás contra aquelas que ofereciam a Deus a sua vida para aplacar a cólera de Deus na França. Leia este relato e depois o livro todo, para não ser enganado.

Por que os Papas serão canonizados?

Imagem
Os Papas João XXIII e João Paulo II foram canonizados porque a Igreja – depois do processo normal de canonização – conclui que, de fato, são santos, viveram conforme a vontade de Deus. Nós mesmos podemos comprovar a santidade desses dois gigantes da fé católica; nada mais natural e necessário que a Igreja – infalível nesta hora – os canonize. A Igreja canoniza os santos porque sabe que eles no céu “intercedem por nós sem cessar”, como diz a Liturgia eucarística; e assim, antecipam a chegada da plenitude  do Reino de Deus. O povo católico sabe que os santos nos ajudam com suas preces e seus méritos diante de Deus, socorrendo-nos em nossas necessidades. Então, certa disso, a Igreja, usando da infalibilidade do seu Magistério, sobretudo do Papa, nos indica aqueles que já estão na glória de Deus intercedendo por nós. Já são mais de vinte mil. O povo católico sabe que o Santo Padre não pode errar quando assina o decreto de canonização de um santo, por isso, logo faz a sua imagem para vene

A Presença Real de Cristo na Eucaristia

Imagem
Desde que Jesus instituiu a Eucaristia na Santa Ceia, a Igreja nunca cessou de celebrá-la, crendo firmemente na presença do Senhor na Hóstia consagrada pelo sacerdote legitimamente ordenado pela Igreja. Nunca a Igreja duvidou da presença real do Corpo, Sangue, Alma e Divindade do Senhor na Eucaristia. Desde os primeiros séculos os Padres da Igreja ensinaram esta grande verdade recebida dos Apóstolos. São Cirilo de Jerusalém (315-386) assim falava aos fiéis: “Na cavidade da mão recebe o corpo de Cristo; dize Amém e com zelo santifica os olhos ao contato do corpo santo… Depois aproxima-te do cálice. Dize Amém e santifica-te tomando o sangue de Cristo. A seguir, toca de leve os teus lábios, ainda úmidos, com tuas mãos, e santifica os olhos, a testa e os outros sentidos (ouvidos, garganta, etc.)”

As devoções da Igreja para cada mês do Ano

Imagem
A Igreja procura santificar o ano todo celebrando a cada dia os Santos do dia, ou as festa e solenidades especiais. Mas também a cada mês do ano a Igreja dedica uma devoção particular. A escolha dessa devoção mensal é feita com base em algum acontecimento histórico ou alguma celebração litúrgica especial. Essas devoções surgiram espontaneamente ao longo da vida da Igreja, e nem sempre é possível se determinar exatamente a data e o local de sua origem. E isto pode mudar de um país para o outro, dentro da unidade da Igreja respeitando a saudável diversidade; especialmente as diferenças culturais do Ocidente e do Oriente católicos. No livro “Orações de todos os tempos da Igreja” (Ed. Cléofas, 1998) você encontra orações para todas essas devoções.

Eucaristia, alimento e remédio

Imagem
“A Eucaristia é o pão de cada dia, que se toma como remédio para a nossa fraqueza de cada dia”. Santo Agostinho São Paulo mostrou seu desapontamento verificando que, apesar da celebração da Eucaristia, havia ainda na comunidade de Corinto “muitos fracos e enfermos e um bom número de mortos” (1Cor 11,30). As primeiras gerações cristãs acreditavam nas curas pela Eucaristia. Por exemplo, S. Cirilo de Alexandria (370-444) disse: “Se apenas o contato com a sua santa carne restituía a vida à matéria já deteriorada, quão grande proveito não haveríamos de tirar da Eucaristia vivificante, quando a recebemos, visto que não é possível que a Vida não faça viver aqueles aos quais ela se infunde”.

A verdadeira riqueza da Igreja

Imagem
A Igreja é de fato riquíssima, e acumulou nos seus vinte séculos um tesouro incalculável! Na verdade ela é rica desde a sua origem, porque o seu Criador e mentor é o próprio Deus; é Dele que vem toda a sua riqueza. Ela é o próprio Corpo de Cristo (1Cor 12,27). Mas ela é rica também, porque é a “Igreja dos Santos”, como disse George Bernanos. Os Santos são a sua grande riqueza, como que reprodução do próprio Cristo. Ela é a Igreja de Pedro de Cafarnaum, que deixou as redes para seguir o Senhor e morreu de cabeça para baixo, sob Nero, por amor a ela; é a Igreja de Paulo de Tarso, que rodou o mundo até Roma, para ali ser martirizado por ela.

Você conhece os Mártires do Brasil?

Imagem
Creio que poucas pessoas sabem que o Brasil é berço de muitos mártires que morreram por defender a fé católica em solo brasileiro. Nem todos eram nascidos no país, mas evangelizavam aqui e por isso morreram pela fé católica. Mártir, para a Igreja, oficialmente, é só aquela pessoa que foi beatificada pelo Papa e declarada por ele mártir, após um longo e rigoroso processo. Infelizmente se tem usado a palavra “mártir” na Igreja indevidamente. Não podemos nos adiantar à decisão da Instituição criada por Cristo.

Festividades Judaicas

Imagem
Todos os povos da terra possuem e sempre possuíram datas importantes nas quais comemoram algum evento cívico, militar ou religioso. Os judeus do tempo de Jesus também tinham algumas datas especiais, que eram festejadas com grande participação popular, principalmente em Jerusalém. Sete eram as festividades judaicas, algumas das quais também são registradas pelos Evangelhos por causa da presença de Jesus. Eram elas:

8 curiosidades sobre a Igreja Católica

Imagem
Do Big Bang a mulheres doutoras da Igreja, passando por papas hereges e vestes litúrgicas 1. Dos 35 Doutores da Igreja, 4 são mulheres. Isto pode até não impressionar você, mas repare que, por exemplo, dos 43 presidentes dos Estados Unidos, tidos como o país que mais propaga a democracia e a igualdade no mundo, zero foram mulheres! De todos os Doutores da Igreja, a mais “recente” é uma mulher: uma freira do século XIX, época em que a maioria das faculdades nem sequer admitia mulheres. Mesmo assim, há muitos “pregadores laicos” que não se cansam de acusar a Igreja católica de “odiar as mulheres”.

Dez destinos imperdíveis para todo peregrino católico

Imagem
Alguns destes se caracterizam por seu esplendor arquitetônico, em outros ocorreram aparições marianas, em outros foram lugares nos quais o mesmo Cristo e outros tiveram um papel importante na história da Igreja Católica. Tudo isso e mais os converte nos destinos de sonho para visitar pelo menos uma vez na vida. Confira a seguir uma lista de 10 destinos imperdíveis para todo peregrino católico: não se esqueça de levar a fé na sua mala.

A história do Conclave

Imagem
Jesus mesmo escolheu o primeiro Chefe da Sua Igreja: Simão, a quem chamou de Pedro (=Kephas, Pedra). “Sobre ti Kephas edificarei a minha Igreja” (Mt 16,17). Com a morte de Pedro, crucificado de cabeça para baixo pelo imperador Nero, a Igreja entendeu que precisava continuar a missão de levar o Evangelho a todas as nações, e então, a comunidade nascente escolheu São Lino (67-79); depois Santo Anacleto (79-90), depois São Clemente (90-101), Evaristo (101-107), Alexandre (107-116); Sisto (116-125), Telésforo (125-138), Higino (138-142); Pio (143-155), Aniceto (155-165), Sotero (166-174), Eleutério (174-189), e assim por diante. Essa lista dos doze primeiros papas nos é dada por Santo Irineu de Lião (†202), em sua obra “Contra os hereges”.

Cinco Santos que lutaram contra o demônio

Imagem
O mundo espiritual é real e nele ocorrem verdadeiros combates. Em algumas partes da bíblia são mencionadas as lutas que existem contra o demônio e a carne, porque quanto mais próxima a Deus a pessoa, mais será tentada. A seguir, foram selecionadas algumas histórias pela página ChurchPop.com, o objetivo destas histórias não e gerar medo, mas serve como advertência de que Satanás e as tentações ao pecado são reais, embora geralmente não sejam visíveis.

A Igreja que nasceu antes da Bíblia

Imagem
Durante 1500 anos a Igreja Católica conservou as Sagradas Escrituras e a transmitiu a seu povo através das Missas “Recebereis uma força, a força do Espírito Santo que virá sobre vós; e sereis então minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, até as extremidades da terra” (At 1,8). Diante desta passagem podemos nos perguntar: “– Jesus deixou algo escrito?” Ele disse: “sobre a Bíblia edificareis a minha Igreja”? Não! Cristo fundou a Igreja sobre a vida e o testemunho dos apóstolos. Por esse motivo, não podemos afirmar que somos uma “religião do livro” – apesar de alguns estudiosos das religiões nos considerarem assim. Somos uma “religião do testemunho”.

Antigo Testamento: lendas ou história real?

Imagem
Com base no artigo de Alan Millard: “La arqueologia y la fiabilidad de la Bíblia”, na revista ECCLESIA 2004-2, pp. 147-156, dom Estevão Bettencourt nos apresenta sérias provas de existência dos personagens bíblicos do Antigo Testamento. É discutida a historicidade de personagens e episódios do Antigo Testamento, visto que as escavações arqueológicas nem sempre confirmam os  . Moisés: Embora tenha desempenhado papel importante no Egito do século XIII a. C., Moisés é totalmente desconhecido fora do mundo bíblico; donde a pergunta: por que nada se encontra a respeito dele nas inscrições e nos documentos do Egito? Terá realmente existido? – Para entender este silêncio, levem-se em conta dois fatores:

Os Apóstolos e a Propagação da Igreja

Imagem
História da Igreja O Apóstolo São Pedro Sabe-se que São Pedro foi por Jesus constituído fundamento visível da Igreja (cf. Mt 16,16-19; Jo 21,15-17). Os Atos dos Apóstolos mostram como este Apóstolo tomava a dianteira logo nos primeiros tempos da Igreja: no dia de Pentecostes (At 2,14-40), no pórtico de Salomão (At 3,12-26), diante do tribunal judeu (At 4,8-12), no caso de Ananias e Safira (At 5,1-11), ao receber o primeiro pagão, Cornélio, na Igreja (At 10,1-48), ao pregar na Samaria (At 9,32-43). No ano de 42, é aprisionado em Jerusalém e, uma vez solto, “retira-se para outro lugar”(At 12,17). Para onde terá ido? – Uma tradição em voga do século IV em diante refere que Pedro morou 25 anos em Roma, ou seja, de 42 a 67. Quem a aceita, dirá que Pedro passou logo de Jerusalém para Roma. Acontece, porém, que Pedro é tido como fundador da sé episcopal de Antioquia na Síria; é certo que esteve presente ao concilio de Jerusalém em 49 (cf. At 15,7-11); pouco depois estava em Antioquia (cf.

Ao ser eleito um novo Papa, por que ele precisa mudar de nome?

Imagem
Um Papa ao ser eleito não é obrigado a mudar de nome. Sabemos que o primeiro Papa a mudar de nome foi João XII, por volta de ano 540. Podemos dizer que um Papa muda de nome, pois, segundo a Bíblia, mudar de nome significa assumir uma missão sagrada que lhe foi confiada. Por exemplo, Pedro não se chamava Pedro, e sim, Simão. Quando Jesus lhe confia uma nova missão, ele passa a se chamar Kephas (pedra), ou seja, Pedro. E assim vemos outros casos, por exemplo, na história de Jacó que passou a se chamar Israel, Sarai que passou a se chamar Sara, Saulo que passou a Paulo, entre outros; por isso, criou-se essa prática que os Papas utilizam até hoje, mas que não é uma regra. Se o Papa quiser manter seu nome, ele pode manter; não há nada que o impeça. http://cleofas.com.br/ao-ser-eleito-um-novo-papa-por-que-ele-precisa-mudar-de-nome/

Religião e Religiões

Imagem
“Fizeste-nos para Ti e inquieto está o nosso coração enquanto não repousar em Ti”, exclama Santo Agostinho nas primeiras linhas de suas “Confissões”(Conf. I,1). Esse coração inquieto, em sua insaciável busca de Deus, ofereceu ao mundo belas páginas de reconfortante espiritualidade. O Santo empenhou sua inteligência nesse esforço de conhecer a amar a Deus para compreender a verdadeira religião.

Curiosidades sobre a construção da Basílica de Santa Maria Maior

Imagem
Segundo a tradição, no ano 352, vivia em Roma, o representante do imperador que tinha se transferido para Constantinopla, um certo João, fidalgo riquíssimo que não sabia como gastar toda sua fortuna. Não tinha filhos e queria construir obras pias para a Igreja, mas não sabia quais escolher. Na noite de 5 de agosto, lhe apareceu em sonho a Virgem Maria, que lhe ordenou construir uma igreja no lugar onde estivesse com neve pela manhã.

Antigo Testamento: lendas ou história real?

Imagem
Com base no artigo de Alan Millard: “La arqueologia y la fiabilidad de la Bíblia”, na revista ECCLESIA 2004-2, pp. 147-156, dom Estevão Bettencourt nos apresenta sérias provas de existência dos personagens bíblicos do Antigo Testamento. É discutida a historicidade de personagens e episódios do Antigo Testamento, visto que as escavações arqueológicas nem sempre confirmam os  .

Na SEMANA passada

Ostensório

Salmos: Para Dificuldades

Salmos: Bondade

Salmo: Para Meditação

Salmos: Para Louvor

Como se chama a mulher do fluxo de sangue (Mateus 9,12-22)?

Os Significados dos nomes dos “12 FILHOS DE JACÓ”