Notícias deslizantes

Menu

terça-feira, 6 de junho de 2017

A Missa na História do Mundo

f3

Nosso olhar de fé nunca será bastante largo nem profundo para compreender a Missa. E por isso temos o dever de fazer tudo para não reduzir nossa visão aos limites de nossas mesquinhas concepções humanas. A Missa é um mistério de fé. Ela está no centro de nosso destino e do destino do mundo. Ela é para o cristão a fonte única por onde lhe vem a salvação, por ela, cada dia, Cristo salva o Universo e a Humanidade.

O que é a missa para você?

Uma longa cerimônia que só serve para aborrecê-lo?

Um hábito sociológico de que você não ousa desembaraçar-se?

Um peso necessário para tranquilizar a consciência?

Ou ainda:

A ocasião de um repouso benfazejo para o recolhimento e a reflexão?

Um “exercício de piedade” como todos os outros?

O que é que você faz na missa?

Observa o padre que é seu amigo, ou de quem você não gosta?

Fica ouvindo o canto, condenando ou admirando o desenrolar da “cerimônia?”

Fica olhando a maneira de ser e a roupa dos assistentes?

Você “medita”, fica impressionado pelo sermão, ou “aproveita para rezar”, ou pode acontecer também que você compreenda um pouco a missa, porque se acostumou a participar dela, mas: você fica decepcionado se o padre Fulano não a celebra, porque “ele a reza melhor que… “, você prefere a igreja ou aquela capelinha porque você “parece” que nem assistiu a missa quando…

Assim, em graus diversos os homens rebaixam o Santo Sacrifício da Missa ao nível de uma cerimônia puramente humana, ou então fazem dela uma “devoção” como as outras, a fim de alimentar sua piedade pessoal.

Você se esquece de abrir o estojo que contém a joia.

Você passa ao lado do ESSENCIAL.

Você pensa, julga e se comporta como um homem entre as coisas humanas. Ora, na missa, você é o homem divinizado, o filho de Deus, que deve celebrar e realizar toda a Igreja; a Ação Central da História Humana, a volta da Criação inteira para o Pai pelo Sacrifício Supremo de Jesus Cristo Redentor, Homem Deus.

Na missa, você está em pleno mistério de fé.1
_________________________________________________

(1) É importante lembrar aqui o que dizíamos no Prefácio; os diversos capítulos desse livro não pretendem apresentar um estudo aprofundado de cada assunto, mas apenas algumas reflexões sobre alguns aspectos de cada um deles.

Michel Quoist

Retirado do livro: “Construir o Homem e o Mundo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Índice Por Categorias


Carregando...

Google+ Followers