Postagem em destaque

A Santa túnica de Cristo na Paixão guardada em Argenteuil analisada por um cientista

Imagem
Numa igreja de Argenteuil, cidade hoje absorvida pela grande Paris, venera-se uma túnica que, segundo tradição milenar da Igreja, foi tecida por Nossa Senhora para o Menino Jesus.
Seria a mesma que Nosso Senhor usou na sua Paixão.
A mesma, portanto, que os algozes romanos, vendo que era inconsútil – isto é, formando uma só peça, sem costuras – lançaram à sorte, para não ter que dividi-la entre eles.

Noé

Imagem relacionada

Ele “andou com o verdadeiro Deus”

1, 2. Em que projeto Noé e sua família estavam envolvidos, e quais foram alguns desafios que eles enfrentaram?

NOÉ endireitou as costas, alongando os músculos doloridos. Imagine-o sentado numa grande viga de madeira, descansando um pouco de seu trabalho enquanto olhava para a imensa estrutura da arca. No ar havia um cheiro forte de alcatrão quente; de longe se podia ouvir o som de ferramentas de carpintaria. De onde estava sentado, Noé podia ver seus filhos trabalhando arduamente em várias partes da grande estrutura de madeira. Já fazia décadas que seus filhos, suas noras e sua querida esposa trabalhavam com ele nesse projeto. Eles tinham feito bastante coisa, mas ainda havia muito que fazer!

2 As pessoas da região achavam que eles eram loucos. Quanto mais a arca tomava forma, mais as pessoas riam da ideia de um dilúvio cobrir a Terra inteira. A catástrofe sobre a qual Noé os avisava parecia tão improvável, tão absurda! Eles mal podiam acreditar que um homem pudesse desperdiçar sua vida — e a vida de sua família — num trabalho tão sem sentido. Mas Jeová, o Deus de Noé, tinha uma opinião bem diferente a respeito desse homem.

3. Em que sentido Noé andou com Deus?

3 A Palavra de Deus diz: “Noé andou com o verdadeiro Deus.” (Leia Gênesis 6:9.) O que isso quer dizer? Não que Deus andou na Terra, nem que Noé de alguma forma foi para o céu. Pelo contrário, Noé era tão obediente ao seu Deus e o amava tanto que era como se ele e Jeová andassem lado a lado como amigos. Milhares de anos depois, a Bíblia disse sobre Noé: “Por intermédio [de sua] fé, ele condenou o mundo.” (Heb. 11:7) Como ele fez isso? O que podemos aprender de sua fé?

Um homem sem defeito num mundo violento

4, 5. Como o mundo piorou nos dias de Noé?

4 Noé foi criado num mundo que estava rapidamente passando de mal a pior. Já estava ruim nos dias de seu bisavô Enoque, outro homem justo que andou com Deus. Enoque tinha predito que um dia de julgamento estava para vir sobre os ímpios daquele mundo. Agora, nos dias de Noé, a maldade estava ainda pior. De fato, do ponto de vista de Jeová, a Terra estava arruinada, pois havia muita violência. (Gên. 5:22; 6:11; Judas 14, 15) O que aconteceu para que as coisas piorassem tanto?

5 Uma terrível tragédia tinha acontecido entre os filhos espirituais de Deus, os anjos. Um deles já tinha se rebelado contra Jeová, tornando-se Satanás, o Diabo, por caluniar a Deus e induzir Adão e Eva ao pecado. Nos dias de Noé, outros anjos começaram a se rebelar contra o governo justo de Jeová. Abandonando a posição que Deus lhes tinha dado no céu, vieram para a Terra, assumiram forma humana e se casaram com belas mulheres. Aqueles anjos orgulhosos, egoístas e rebeldes eram uma influência maligna entre os humanos. — Gên. 6:1, 2; Judas 6, 7.

6. Que influência os nefilins tiveram sobre as condições do mundo, e o que Jeová decretou que faria?

6 Além disso, a união desnatural entre anjos materializados e mulheres produziu filhos híbridos de tamanho e força extraordinários. A Bíblia os chama de nefilins, que literalmente significa “derrubadores” — os que fazem outros cair. Os nefilins, que eram intimidadores cruéis, fizeram a maldade na Terra se tornar ainda pior. Não é de admirar que, do ponto de vista do Criador, “a maldade do homem era abundante na terra e que toda inclinação dos pensamentos do seu coração era só má, todo o tempo”. Jeová decretou que eliminaria aquela sociedade ímpia em 120 anos. — Leia Gênesis 6:3-5.

7. Que desafios Noé e sua esposa enfrentaram para proteger seus filhos das más influências de seus dias?

7 Imagine como era difícil cuidar de uma família num mundo assim! Mas foi isso o que Noé fez. Noé encontrou uma boa esposa e, quando ele tinha 500 anos, ela teve três filhos — Sem, Cã e Jafé. * Juntos, eles tinham que proteger seus filhos de más influências. Meninos costumam admirar “homens de fama”, homens fortes — e os nefilins eram exatamente isso. Noé e sua esposa não podiam proteger seus filhos de todas as histórias sobre as façanhas daqueles gigantes, mas podiam ensinar a atraente verdade sobre Jeová Deus, aquele que odeia toda a maldade. Eles tinham que ajudar seus meninos a ver que Jeová se sentia magoado por causa da violência e da rebelião no mundo. — Gên. 6:6.

Noé direciona a atenção dos seus filhos para longe dos nefilins

Noé e sua esposa tinham que proteger seus filhos de más influências

8. Como pais sábios hoje podem imitar o exemplo de Noé e sua esposa?

8 Os pais hoje podem entender muito bem Noé e sua esposa. Atualmente, o mundo também está contaminado pela violência e pelo espírito de rebelião. Bandos de jovens rebeldes tomaram conta de muitas cidades. Até mesmo o entretenimento para crianças está repleto de violência. Pais sábios fazem tudo que podem para lutar contra essas influências por ensinar seus filhos sobre o Deus de paz, Jeová, que um dia acabará com toda a violência. (Sal. 11:5; 37:10, 11) É possível ter bons resultados! Noé e sua esposa foram bem-sucedidos. Seus filhos se tornaram homens bons e se casaram com mulheres que também queriam colocar o verdadeiro Deus, Jeová, em primeiro lugar na vida.

“Faze para ti uma arca”

9, 10. (a) Que ordem de Jeová mudou a vida de Noé? (b) O que Jeová disse a Noé sobre o projeto e o objetivo da arca?

9 Certo dia, a vida de Noé mudou para sempre. Jeová falou a esse servo amado sobre seu propósito de destruir o mundo daqueles dias. Deus ordenou a Noé: “Faze para ti uma arca da madeira duma árvore resinosa.” — Gên. 6:14.

10 Essa arca não era um navio, como alguns acham. Não tinha proa, popa, quilha nem leme. Era basicamente um grande baú, ou caixa. Jeová forneceu a Noé as dimensões exatas da arca, alguns detalhes sobre seu projeto e orientações para revestir a arca de alcatrão por dentro e por fora. E disse a Noé o motivo: “Eis que estou trazendo o dilúvio de águas sobre a terra . . . Tudo o que há na terra expirará.” Mas Jeová fez o seguinte pacto, ou acordo formal, com Noé: “Terás de entrar na arca, tu e teus filhos, e tua esposa, e as esposas de teus filhos contigo.” Noé também devia levar representantes de todos os tipos de animais. Apenas os que estivessem dentro da arca sobreviveriam ao Dilúvio! — Gên. 6:17-20.

Noé e sua família trabalhando juntos para construir a arca

Noé e sua família trabalharam juntos para cumprir as ordens de Deus

11, 12. Que tarefa gigantesca Noé tinha diante de si, e como ele reagiu a esse desafio?

11 Noé tinha diante de si uma tarefa gigantesca. A arca seria enorme — uns 133 metros de comprimento, 22 metros de largura e 13 metros de altura. Era muito maior do que as maiores embarcações de madeira construídas até hoje. Será que Noé tentou se livrar dessa designação, reclamou de seus desafios ou alterou os detalhes para facilitar as coisas para ele? A Bíblia responde: “Noé passou a fazer segundo tudo o que Deus lhe mandara. Fez exatamente assim.” — Gên. 6:22.

12 A construção durou décadas, talvez de 40 a 50 anos. Havia árvores para derrubar, toras para arrastar e vigas para cortar, moldar e encaixar. A arca teria três pavimentos, ou conveses, vários compartimentos e uma porta lateral. Também teria janelas no alto, ao longo dos quatro lados, bem como um telhado de duas águas com uma leve inclinação para que a água escorresse. — Gên. 6:14-16.

13. Que aspecto do trabalho de Noé pode ter sido mais desafiador do que construir a arca, e qual foi a reação das pessoas?

13 Conforme os anos passavam e a arca tomava forma, Noé deve ter ficado muito feliz com o apoio de sua família. Havia outro aspecto do trabalho que pode ter sido ainda mais desafiador do que construir a arca. A Bíblia diz que Noé era um “pregador da justiça”. (Leia 2 Pedro 2:5.) Assim, ele corajosamente tomou a liderança em avisar aquela sociedade ímpia e perversa sobre a destruição que estava para acontecer. Qual foi a reação das pessoas? Mais tarde, Jesus Cristo disse que as pessoas daquela época “não fizeram caso”. Ele disse que elas estavam tão envolvidas com as coisas do dia a dia, como comer, beber e casar, que não deram nenhuma atenção a Noé. (Mat. 24:37-39) Sem dúvida, muitos zombaram dele e de sua família; alguns talvez o tenham ameaçado e se oposto a ele violentamente. Talvez tenham até mesmo tentado impedir a construção da arca.

Pessoas fora da arca zombando de Noé e de sua família

Apesar das evidências de que Jeová abençoava Noé, as pessoas zombavam dele e ignoravam sua mensagem

14. O que as famílias cristãs podem aprender de Noé e sua família?

14 Mas Noé e sua família nunca desistiram. Apesar de viverem num mundo que considerava o principal objetivo da vida deles algo sem importância, sem sentido e tolo, eles continuaram a realizar o seu trabalho fielmente. Assim, as famílias cristãs hoje podem aprender muito da fé de Noé e sua família. Afinal, vivemos no que a Bíblia chama de “últimos dias” deste sistema mundial. (2 Tim. 3:1) Jesus disse que nossa época seria exatamente como a época em que Noé construiu a arca. O mundo reage à mensagem sobre o Reino de Deus com apatia, zombaria ou mesmo perseguição. Por isso, é bom que os cristãos se lembrem de Noé, pois não são os primeiros a enfrentar desafios como esses.

“Entra na arca”

15. Que perdas Noé enfrentou quando estava com quase 600 anos?

15 Décadas depois, a arca finalmente ficou pronta. Quando Noé estava com quase 600 anos, ele enfrentou algumas perdas. Seu pai, Lameque, morreu. * Cinco anos mais tarde, Metusalém, pai de Lameque e avô de Noé, morreu com 969 anos — encerrando a vida mais longa do registro bíblico. (Gên. 5:27) Tanto Metusalém como Lameque foram contemporâneos do primeiro homem, Adão.

16, 17. (a) Que outra ordem Noé recebeu quando tinha 600 anos? (b) Que vista inesquecível Noé e sua família tiveram?

16 Quando o patriarca Noé tinha 600 anos, ele recebeu outra ordem de Jeová Deus: “Entra na arca, tu e todos os da tua casa.” Ao mesmo tempo, Deus mandou Noé levar todo tipo de animal para a arca — sete no caso dos animais puros, apropriados para sacrifícios, e dois no caso dos demais. — Gên. 7:1-3.

17 Deve ter sido uma vista inesquecível. No horizonte podia-se ver animais de todos os tamanhos, formas e temperamentos, chegando aos milhares. Eles vinham andando, alguns de modo desajeitado, outros bem devagar, e ainda outros vinham voando e rastejando. Não precisamos imaginar o pobre Noé brigando com os animais, tentando cercá-los ou fazendo alguma coisa para atraí-los para dentro do espaço limitado da arca. O relato diz que eles “entraram . . . vindo a Noé para dentro da arca”. — Gên. 7:9.

18, 19. (a) Que linha de raciocínio podemos usar para responder às perguntas dos céticos sobre o relato de Noé? (b) Como podemos ver a sabedoria de Jeová no modo como ele escolheu salvar sua criação animal?

18 Alguns céticos talvez perguntem: ‘Como algo assim poderia acontecer? E como todos aqueles animais poderiam conviver em paz num espaço limitado?’ Pense no seguinte: Será que está além do poder do Criador do Universo controlar sua criação animal, até mesmo tornando-os mansos, se necessário? Lembre-se que foi Jeová que criou os animais. Muito tempo depois, ele também abriu o mar Vermelho e fez o Sol ficar parado. Será que ele não poderia realizar todos os eventos descritos no relato de Noé? Com certeza poderia, e foi isso que ele fez!

19 É verdade que Deus poderia ter escolhido salvar sua criação animal de outro modo. No entanto, ele sabiamente escolheu fazer isso de um modo que nos lembra da responsabilidade que ele tinha dado aos humanos: cuidar de todas as coisas vivas na Terra. (Gên. 1:28) Assim, muitos pais usam a história de Noé para ensinar a seus filhos que Jeová dá valor aos animais e às pessoas que ele criou.

20. Em que sentido a última semana antes do Dilúvio deve ter sido um período de muita atividade para Noé e sua família?

20 Jeová disse a Noé que o Dilúvio viria em uma semana. Deve ter sido um período de muita atividade para a família. Imagine o trabalho de colocar e organizar na arca todos os animais, bem como alimento para eles e para a família, além de levar os seus pertences para dentro. A esposa de Noé e as esposas de Sem, Cã e Jafé devem ter ficado muito interessadas em fazer da arca um lugar confortável para morar.

21, 22. (a) Por que a apatia das pessoas nos dias de Noé não nos deve surpreender? (b) Quando as pessoas pararam de zombar de Noé e sua família?

21 E as outras pessoas? Elas “não fizeram caso” — apesar de todas as evidências de que Jeová estava abençoando Noé e seu trabalho. Elas não tinham como deixar de notar os animais entrando na arca. Mas a apatia delas não nos deve surpreender. As pessoas hoje também não fazem caso das esmagadoras evidências de que estamos vivendo nos últimos dias deste sistema mundial. E como o apóstolo Pedro predisse, haveria ridicularizadores que zombariam dos que acatam os avisos de Deus. (Leia 2 Pedro 3:3-6.) De modo similar, as pessoas com certeza zombaram de Noé e sua família.

22 Quando foi que a zombaria acabou? O relato diz que, quando Noé, sua família e os animais estavam dentro da arca, “Jeová fechou a porta atrás dele”. Se alguns dos ridicularizadores estavam por perto, sem dúvida essa ação divina os silenciou. Caso contrário, a chuva fez isso — pois choveu mesmo! E continuou chovendo, chovendo e chovendo — até inundar a Terra toda, assim como Jeová tinha dito. — Gên. 7:16-21.

23. (a) Como sabemos que Jeová não se alegrou com a morte das pessoas más nos dias de Noé? (b) Por que é sábio imitar a fé de Noé hoje?

23 Será que Jeová se alegrou com a morte daquelas pessoas más? Não! (Eze. 33:11) Pelo contrário, ele tinha dado a elas muitas oportunidades de mudar seu modo de vida e fazer o que era certo. Elas poderiam ter feito isso? O modo de vida de Noé respondeu a essa pergunta. Por andar com Jeová, obedecendo a seu Deus em todas as coisas, Noé mostrou que era possível sobreviver. Nesse sentido, sua fé condenou o mundo de seus dias; deixou bem evidente a perversidade daquela geração. Sua fé salvou a vida dele e de sua família. Se você imitar a fé de Noé, também poderá beneficiar tanto a você como aqueles a quem ama. Assim como Noé, você pode andar com Jeová Deus e tê-lo como seu Amigo. E essa amizade pode durar para sempre!

JW

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Significados dos nomes dos “12 FILHOS DE JACÓ”

Qual a distância do caminho de sábado, na Bíblia?

Lia - A Primeira Esposa de Jacó

Na SEMANA passada

Os Significados dos nomes dos “12 FILHOS DE JACÓ”

SETH - 3º Filho de Adão

Lia - A Primeira Esposa de Jacó

Qual a distância do caminho de sábado, na Bíblia?

Cam - Filho de Noé

Quem foi Teófilo citado em Lucas?