Postagem em destaque

Crer, Celebrar, Viver e Rezar

Imagem
JESUS É A ABSOLUTA MANIFESTAÇÃO DE DEUSELE ENSINOU-NOS A CRER"Não tenha medo. Apenas creia." Mc 5,36Crer conforme a Oração do CredoNela está a essência do que precisamos acreditar. É também uma poderosíssima oração, capaz de religar-nos a Deus, de unir-nos como Igreja, de aumentar-nos a e de afastartentações, maus espíritos e o inimigo. Por ela lembramos de todos importantes capítulos da Sã Doutrina, que professamos para a unção de nossa alma.

Pe. Reginaldo Manzotti: se soubéssemos aproveitar os dons do Espírito Santo, tudo seria diferente

Lawrence OP / Flickr / CC

In 1935-9, Sir Ninian Comper's chapel of the Resurrection in Pusey House, Oxford, was installed. A beautiful gold civory stands over and around the Altar.

The underside of this civory is painted with this image of the Holy Spirit, sending forth his seven gifts, which is surrounded by a wreath of fruit and flowers, symbolising the fruits of the Spirit. This in turn is held up by dancing cherubs, perhaps indicating the angels' joy in the sanctification of the human person by the power of the Holy Spirit.

Segundo o sacerdote, um dos 7 dons tem o poder de nos curar do orgulho

Estamos em uma semana muito particular e de grande riqueza para a Igreja. Acabamos de celebrar a Ascensão do Senhor, quando fomos impelidos por Jesus a evangelizar em todos os povos. Essa também é a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, nos preparando para a vinda do Espírito Santo. Somente Nele temos a unidade.

Então, filhos e filhas, nessa semana devemos pedir em nossas orações: “Batiza-me, Senhor, no Teu Espírito!”. Devemos suplicar sempre: “Vem Espírito Santo, e traz à nossa vida, nossa família, nossa comunidade e à nossa Igreja, um novo vigor, um novo Pentecostes”.

Ao celebrarmos esta festa, devemos realmente viver um novo Pentecostes. Cada vez mais, nós católicos batizados, principalmente, nós que participamos da Igreja em diversas funções, deveríamos permitir e pedir que o Espírito Santo venha sobre nós e queimasse o que é fútil, pueril, o que é máscara, o que é alma gelada e coração duro.

Estamos com as portas do coração fechadas e, às vezes, queremos também fechar as portas da própria Igreja, quando com tanto empenho nosso Papa e bispos nos colocam a necessidade de uma nova evangelização. Precisamos nos fazer e fazer discípulos de Jesus. Se não estamos conseguindo, alguma coisa está errada. Se não estamos conseguindo ajudar a construir um mundo melhor e a ser luz é porque não temos a luz.

E onde buscar essa luz? No Espírito Santo, da mesma forma que a Igreja nascente surgiu em Pentecostes, nós precisamos passar por essa transformação em nossas vidas, se não a Palavra de Deus não ecoa. A semente não brota, não produz. Nossas comunidades não afloram. Nossas pastorais não progridem. Nossa vida espiritual não decola para Deus. Estamos perdendo a noção do sagrado! Por isso não podemos nos fechar a esse fogo que queima e faz insuportável viver sem Deus.

Estamos nos preparando para a Festa de Pentecostes e sem dúvida, todos já ouviram a expressão: “Deus não escolhe os capacitados, Ele capacita os escolhidos”. Ele nos capacita concretamente com os dons do Espírito Santo.

No rito do Batismo, dois óleos são usados, o primeiro ungindo o peito para nos lembrar de que o Cristo deve penetrar em nossa vida. E o segundo para ungir a cabeça, para derramar o Espírito Santo e nos fazer sacerdote profeta e rei. Por isso, quando o Bispo ministra o sacramento da Crisma, a isso é chamado também sacramento da Confirmação. É a confirmação do Espírito Santo que recebemos no batismo.

Mas será que estamos aproveitando esses dons? Quantas vezes escuto pessoas que dizem sentir um vazio muito grande em suas vidas. Não conseguem mais rezar e parece que nada os toca. Parece que não têm mais acesso às coisas de Deus. Quantas vezes ficamos numa vida cheia de caminhos sem saber qual escolher e não conseguimos achar um fio que nos conduza para fora desses labirintos.

Se soubéssemos nos apropriar dos dons do Espírito e deixássemos que eles agissem em nós seria diferente. Principalmente o dom do Temor de Deus. Esse dom nos cura do orgulho que nos leva a achar que somos o fim, último de nós mesmos, porque não somos. Esse dom gera em nós a grande virtude da humildade.

Por isso, nessa preparação para Pentecostes, peçamos o que rezaremos na Sequência de Pentecostes do próximo domingo: “Espirito de Deus, enviai dos céus um raio de luz”. E que raio de luz preencha nossa vida com todos os dons. Amém.

Aleteia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Significados dos nomes dos “12 FILHOS DE JACÓ”

Qual a distância do caminho de sábado, na Bíblia?

Lia - A Primeira Esposa de Jacó

Na SEMANA passada

Qual a distância do caminho de sábado, na Bíblia?

Os Significados dos nomes dos “12 FILHOS DE JACÓ”

Seis Salmos para nos ajudar a superar os momentos difíceis da vida

Quem foi Teófilo citado em Lucas?

SETH - 3º Filho de Adão

Lia - A Primeira Esposa de Jacó

Ostensório